Melão Com Melancia

Toninho Geraes

Velhos tempos do melão
Com melancia

Seu Cabral, quero de volta
Tudo que me pertencia
Tome aqui sua tormenta
Me devolva a calmaria
Eu me lembro da fartura
Do rango do dia a dia
Hoje é só rico que pode
Mas antigamente o pobre podia

Quem plantar felicidade
Vai colher doce harmonia
Quem amar a natureza
Herdará a ecologia
Pelo rosto da sobrinha
Imagine a sua tia
Uma cheira a casamento
E a outra à bigamia

Malandro que vive em sintonia
(É melão com melancia)
Acertar na loteria
(É melão com melancia)
Quartel onde não serve Caxias
(É melão com melancia)
Bacalhau, rabanada e alegria
(É melão com melancia)

Composição: Naval / Simões PQD
Enviada por Manuel.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Toninho Geraes

Ver todas as músicas de Toninho Geraes