Soledad

The Baggios

Doce e amargo estou a esperar
O auge de outra aflição
Sempre guarda meu lugar
Se chego nunca é em vão

Me alio ao tempo, ao seu soluçar
Abro os meus braços e vou
Geme ao me reencontrar
Saiba que mentes em vão

Sempre estarei por aqui
Se estás a chorar ou a sorrir
Na comovente oração
Na força de uma nova canção

Seja num quarto ou madruga de um bar
Sou convincente, uma flecha a cravar
Posso ser outra opção
Quando perdestes o chão
Posso até ser seu irmão
Me chamam de solidão

Composição: JULIO ANDRADE
Enviada por Anailson.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de The Baggios

Ver todas as músicas de The Baggios