Loving Someone

The 1975

Original Tradução Original e tradução
Loving Someone

Yeah, you should be loving someone
Oh, oh, loving someone
Yeah, you should be loving someone
Oh, oh, loving someone
Yeah, you should be

My heart is telling me the telly isn't telling me anything
I need but it needs to keep selling me
Besides celebrities lacking in integrity
Holding up the status quo instead of showing the kids
That they matter, Who are they gonna batter next?
Just keep holding their necks and keep selling them sex
It’s better if we keep them perplexed
It's better if we make them want the opposite sex
Disenfranchised young criminal minds in a car park beside where your nan resides are not slow, they’ve just never been shown that you should be

Be loving someone
Oh, oh, loving someone
Yeah, you should be loving someone
Oh, oh, loving someone
Oh, oh

We're all human, we're just like you man
We’re sentient or something or other I can’t remember, whatever
We shouldn't have people afloat
If it was safer on the ground, we wouldn't be on a boat
Charlatan telepathy, exploiting insecurities, and praying on the purity
Of grief and it's simplicity but I know that maybe I'm too skeptical
Even Guy Debord needed spectacles, you see
I'm the Greek economy of cashing intellectual cheques
And I'm trying to progress, but instead of selling sex
And I think I should be

Loving someone
Oh, oh, loving someone
Yeah, you should be loving someone
Oh, oh, loving someone
Yeah, you should be loving someone
Oh, oh, loving someone
Yeah, you should be loving someone
Oh, oh, loving someone
Yeah, you should be

I am forever in alongside the boys in jumpers
On bikes from schools and cars
With autumn leaves fallen sparse across mid-afternoon
She blazed about how
‘Cultural language is an operation system
A simple interface rendered feeble and listless
When tested with a divinity or a true understanding
Of the human condition
I never did understand, the duality of art and reality, living life and treating it as such but with a certain disconnect
To touch that cajoles at the artist with comfort and abandon, and between the spires and rolling roofs of the white city
That orange, English light cast only one, singular shadow
For you are not beside but within me

Loving someone
Oh, oh, loving someone
Yeah, you should be loving someone
Oh, oh, loving someone
Yeah, you should be loving someone
Oh, oh, loving someone
Yeah, you should be loving someone
Oh, oh, loving someone
Yeah, you should be loving someone
Oh, oh, loving someone
Oh, oh

Amando Alguém

Sim, você deveria estar amando alguém
Oh, oh, amando alguém
Sim, você deveria estar amando alguém
Oh, oh, amando alguém
Sim, você deveria

Meu coração está me dizendo que a TV não está me dizendo nada
Do que eu preciso mas ela precisa continuar a me vender
Coisas além de celebridades com falta de integridade
Mantendo o status quo em vez de mostrar às crianças
Que elas importam, qual será nossa próxima massa?
Continue segurando seus pescoços e continue vendendo sexo
É melhor se nós os mantermos perplexos
É melhor se fizermos eles desejarem o sexo oposto
Jovens mentes criminosas privadas de seus direitos em um estacionamento não tão longe de onde sua vó mora, não são lentas elas apenas nunca tiveram a chance de te mostrar que você deveria estar

Amando alguém
Oh, oh, amando alguém
Sim, você deveria estar amando alguém
Oh, oh, amando alguém
Oh, oh

Somos todos humanos, somos iguais a você cara
Estamos consciente ou uma coisa ou outra não me lembro, que seja
Não deveríamos ter pessoas flutuando
Se fosse mais seguro em terra, não estaríamos em um barco
Telepatia de um charlatão, explorando inseguranças e rezando pela pureza
Da dor e sua simplicidade, mas eu sei que talvez eu seja cético demais
Até mesmo Guy Debord precisava de óculos, veja
Como a economia grega minha parcela de intelectualidade está em crise
E eu estou tentando progredir, mas em vez disso vendo sexo
E eu acho que eu deveria estar

Amando alguém
Oh, oh, amando alguém
Sim, você deveria estar amando alguém
Oh, oh, amando alguém
Sim, você deveria estar amando alguém
Oh, oh, amando alguém
Sim, você deveria estar amando alguém
Oh, oh, amando alguém
Sim, você deveria estar

Estou para sempre ao lado dos garotos de casaco
Em suas bicicletas saindo da escola e dos carros
Com escassas folhas de outono caídas no meio da tarde
Ela ardia em curiosidade sobre como
A linguagem cultural é um sistema em operação
Uma simples interface fracamente feita e apática
Quando testada com uma divindade ou um real entendimento
Da condição humana
Eu nunca entendi a dualidade da arte e da realidade, vivendo a vida e tratando-a como tal mas com uma certa desconexão
O toque que bajula o artista com conforto e abandono, e entre os espirais e telhados da cidade branca
Aquela alaranjada luz inglesa escolhe apenas um, sombra singular
Pois você não está ao meu lado e sim dentro de mim

Amando alguém
Oh, oh, amando alguém
Sim, você deveria estar amando alguém
Oh, oh, amando alguém
Sim, você deveria estar amando alguém
Oh, oh, amando alguém
Sim, você deveria estar amando alguém
Oh, oh, amando alguém
Sim, você deveria estar amando alguém
Oh, oh, amando alguém
Oh, oh

Composição: Adam Hann / George Daniel / Matthew Healy / Ross MacDonald
Enviada por Giovana e traduzida por Duane. Legendado por humor e Beatriz. Revisões por 5 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.


Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de The 1975

Ver todas as músicas de The 1975