Semana do Inglês com Música
dias horas minutos
Participar

Rap do Sukuna (Jujutsu Kaisen) - O Rei Das Maldições) (part. Felícia Rock)

Takeru

Muitos anos no passado na grande era de ouro
Existia um demônio destemido e poderoso
Os feiticeiros tentaram contra esse ser tirano
Era uma divindade que outrora foi humano

Com os seus hostis quatro braços
Matava sem dó até crianças

E com seus hostis quatro olhos
Ele assombrava tirando a esperança

Hoje tentam buscar os seus dedos
Pois é preciso os destruir
Para exorcizar o demônio

E por na sua maldição um fim
Mas se alguém os encontrar (se os encontrar)

E os dedos juntar (e os dedos juntar)
Ele voltará (ele voltará)
Ele voltará

Eu voltei, sou o rei
Das maldições
Retornei e matarei
Bilhões e bilhões

Chances? Não há alguma
Sabem o que podem fazer a essa altura?
Porra nenhuma

Eu voltei, sou o rei
Das maldições
Retornei e matarei
Bilhões e bilhões

Terá sangue até na Lua
Nem o seu Deus vai poder te dar ajuda
Contra Ryomen Sukuna

Eu sabia, essa luz é muito melhor
Direto no corpo

Garras sinistras, olhos se abriram
Marcas negras no rosto
Tipo anti-vida, até cogitam
Implorar em meio ao choro

Mas sabe quanto de piedade eu tenho?
Nem um pouco

Que era maravilhosa
Pessoas à minha vontade
Maldição impiedosa
Morrerão em um ataque
A aura é tão tenebrosa
Encarnação da maldade
Sabe o que vem agora?
Um belo massacre

Eu dilacero tudo com um golpe
Olhar pra mim é tipo ver a morte
Não, não, não, cê não é o mais forte
Meu poder tá dividido, tem é muita sorte
Nossas reais forças não se medem
Você vai ver

Quando eu dominar o moleque
Você vai ser o primeiro a morrer
A morrer, a morrer

Você vai ser o primeiro a morrer
A morrer, a morrer

Você vai ser o primeiro a morrer
Quando eu dominar o moleque
Você vai ser o primeiro a morrer

Eu piso na sua cara, arranco seu braço
Até maldições sentem medo

Tô só dando risada do quanto é fraco
Me veja alinhando os dedos

Você sente o perigo mas não dá para fugir

Expansão de Domínio: Fukuma Mizushi
Você é cortado em pedaços
Arranquei o coração, o moleque é meu refém

Mas pode ser ressuscitado
É só aceitar meus termos que tudo fica bem

No futuro eu verei algo
Interessante, fora ele eu não ligo pra ninguém
Se acha que tem escolha
Não tem

Trono feito de ossos
Abaixo um mar de sangue
Aqui tudo eu posso

Não queira que eu me zangue
Você vai tomar minha alma?
Se ponha no seu lugar
Eu te avisei, não teria segunda vez

Eu voltei, sou o rei
Das maldições
Retornei e matarei
Bilhões e bilhões
Chances? Não há alguma
Sabem o que podem fazer a essa altura?
Porra nenhuma

Eu voltei, sou o rei
Das maldições
Retornei e matarei
Bilhões e bilhões

Terá sangue até na Lua
Nem o seu Deus vai poder te dar ajuda
Contra Ryomen Sukuna

Composição: Takeru
Enviada por Slech. Revisões por 2 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog