The Flood

Take That

Original Tradução Original e tradução
The Flood

Standing, on the edge of forever,
At the start of whatever,
Shouting love at the world.
Back then, we were like cavemen,
But we met the moon and the stars
Then we forgave them.

We will meet you where the lights are,
The defenders, of the faith we are.
Where the thunder turns around
They'll run so hard we'll tear the ground away.

You know no one dies
In these love drowned eyes
Through our love drowned eyes
We'll watch you sleep tonight

Although no one understood
We were holding back the flood,
Learning how to dance the rain.
We were holding back the flood
They said we'd never dance again.

Bleeding, but none of us leaving,
Watch your mouth son
Or you'll find yourself floating home.

Here we come now on a dark star
Seeing demons, not what we are.
Tiny minds and eager hands will try to strike,
But now we'll last the day

There's progress now
Where there once was not
Where there once was not
Then everything came along.

Although no one understood,
We were holding back the flood
Learning how to dance the rain.
There was more of them than us
Now they'll never dance again.

Although no one understood
There was more of them than us
Learning how to dance the rain,
We were holding back the flood
They said we'd never dance again.

We will meet you where the lights are,
The defenders of the faith we are.
Where the thunder turns around
They'll run so hard
We'll tear the ground away.

Although no one understood,
There was more of them than us
Learning how to dance the rain.
(learning how to dance the rain)
There was more of them than us
Now they'll never dance again.

Now we'll never dance again.

Oh ahh, Oh ahh, Oh ahh, Oh ahh, Oh aah, Oh ahh, Oh ahh...

O Dilúvio

Parados à beira da eternidade
No início de qualquer coisa
Gritando amor pelo mundo
Naquela época, éramos como os homens das cavernas
Mas nós encontramos a lua e as estrelas
Então nós os perdoamos

Vamos encontrá-los onde as luzes estão
Os defensores da fé somos nós
Onde o trovão dá a volta
Eles vão correr tanto que vão despedaçar o chão

Você sabe que ninguém morre
Nesses olhos afogados de amor
Através de nossos olhos afogados de amor
Vamos observar você dormir hoje à noite

Apesar de que ninguém entendia
Estávamos segurando o dilúvio
Aprendendo a dança da chuva.
Estávamos segurando o dilúvio
Eles disseram que nós nunca dançaríamos novamente

Sangrando, mas nenhum de nós indo embora
Cuidado com a boca filho
Ou você vai se encontrar flutuando de volta pra casa

Aqui vamos nós agora, em uma estrela escura
Vendo demônios, não o que somos
Mentes pequenas e mãos ávidas tentarão combater
Mas agora nós vamos durar o dia

Há progresso agora
Onde antes não havia
Onde antes não havia
Então, tudo veio junto

Apesar de que ninguém entendia
Estávamos segurando o dilúvio
Aprendendo a dança da chuva.
Havia mais deles do que nós
Agora eles nunca dançarão novamente

Apesar de que ninguém entendia
Havia mais deles do que nós
Aprendendo a dança da chuva.
Estávamos segurando o dilúvio
Eles disseram que nós nunca dançaríamos novamente

Vamos encontrá-los onde as luzes estão
Os defensores da fé somos nós
Onde o trovão dá a volta
Eles vão correr tanto
Que vão despedaçar o chão

Apesar de que ninguém entendia
Havia mais deles do que nós
Aprendendo a dança da chuva.
(Aprendendo a dança da chuva)
Havia mais deles do que nós
Agora eles nunca dançarão novamente

Agora nós nunca dançaremos novamente

Oh ahh, Oh ahh, Oh ahh, Oh ahh, Oh aah, Oh ahh, Oh ahh...

Composição: Gary Barlow
Enviada por Neyzam. Legendado por Gustavo.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Dicionário de pronúncia

Ver mais palavras

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Take That

Ver todas as músicas de Take That