Negróide

Taiguara

Ouve meu canto
Negra linda, amada
Cor da madrugada...

E do meu canto
Nasce, cresce, vence minha esperança
Deixa eu cantar...
Quando eu canto sou mais negro, sou mais forte
Tenho a vida e tenho a morte
Liberdade, se ela é branca eu tenho o que eu quis

Pois do meu canto
Nasce, cresce, vence minha liberdade
Ganha do amor...
E o amor é bem maior que o preconceito
É mais meu que o meu direito
Faço dele o que eu quiser, sem lei, nem juiz

Se muito branco cantasse
Se o mundo me amasse
Se tudo pudesse ser mais feliz

Ouve meu canto
Negra linda, amada
Cor da madrugada...

Composição: Arnaldo Da Costa / Maurício Einhorn / Taiguara
Enviada por Marcello.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog