The Edge Of Forever

Symphony X

Original Tradução Original e tradução
The Edge Of Forever

Pictures of what used to be
Lie in pieces on the floor
Finds himself in an empty room
Her voice calls out to him
He opens the door, but there's no one there
No one there

Draped in a silken glow of moonlight
Through the mist I see, a lucid cathedral appears to me
Pray for a glimpse of touch of sunlight
Chain our shadow down, night settles in my love
You never make a sound

Love is flowing from my fingertips
Never in control of this domain
All around me, my essence lay
Watch the vultures circle through the pouring rain.

Close your eyes and try to remember
Discordant lullabies of days gone by
Close your eyes on the edge of forever
A chance to dream, fast asleep, your nightmare ends

As the walls converge around me
Castles crumbling down, everything is not
As it seems to be

Once more, I fells I must return
No more will my soul burn
Dawn breaks the ground
My love
And with it you fade away

Close your eyes and try to remember
Discordant lullabies of days gone by
Close your eyes on the edge of forever
A chance to dream, fast asleep, your nightmare ends

Close your eyes and try to remember
Discordant lullabies of days gone by
Close your eyes on the edge of forever
A chance to dream, fast asleep, your nightmare ends

Oh my love live again

O Limite da Eternidade

Fotos do que costumava ser
Encontram-se em pedaços no chão
Ele encontra-se em um quarto vazio
A voz dela o chama
Ele abre a porta, mas não há ninguém lá
Ninguém lá

Envolto em um cativante brilho da lua
Através da névoa vejo, uma lúcida catedral aparece para mim
Ore pelo deslumbrante tocar da luz do sol
Acorrente nossas sombras, a noite irá selar meu amor
Você nunca fez me deu um sinal

O amor está fluindo da ponta de meus dedos
Nunca pude controlar esta lugar
Ao meu redor, minha essência esconde -se
Veja os abutres circularem através da chuva torrencial

Feche seus olhos e tente lembrar-se
Das discordantes canções de ninar dos dias que se foram
Feche seus olhos no limite da eternidade
Uma chance para sonhar, um sono fulgaz, seus pesadelos acabam

Enquanto as paredes convergem ao meu redor
Castelos desmoronam, tudo é nada
É o que parece ser

Cada vez mais, sinto que devo retornar
Minha alma não mais queimará
O amanhecer surgirá da terra
Meu amor
E com ele você desvanece

Feche seus olhos e tente lembrar-se
Das discordantes canções de ninar dos dias que se foram
Feche seus olhos no limite da eternidade
Uma chance para sonhar, um sono fulgaz, seus pesadelos acabam

Feche seus olhos e tente lembrar-se
Das discordantes canções de ninar dos dias que se foram
Feche seus olhos no limite da eternidade
Uma chance para sonhar, um sono fulgaz, seus pesadelos acabam

Meu amor nunca morre

Composição: Jason Rullo / Michael Pinnella / Michael Romeo / Russell Allen / Thomas Miller
Enviada por André e traduzida por Marwin. Revisões por 6 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Dicionário de pronúncia

Ver mais palavras

Posts relacionados

Ver mais no Blog