Je Cours

Stromae

Original Tradução Original e tradução
Je Cours

Sa y est je viens d'y naitre
J'sais pas ou je vais, ni ou j'suis
Mais tous veulent y être
Quelque part, la bas dans la vie
Et la je veux y mettre le pas
Mais seule mon âme a l'accés
Et je sais,
Que je n'ai aucun de ses absés
Plus léger que d'hab
Je m'envole et frole le sol, ou collent mes quatre pattes
Chut! Soudain ces vampes chantent, qu'une ame sait que celle-ci est abscente
Tous morts, marre de vivre
Mais mes envie de chiffres suivent alors j'suis ivre
De pensées de nuances
De chansons de sens
Et je ne sais sur quel pied je danse.
Donc je pars
Non-stop je pars
En retard comme toujours c'est pourquoi

Je cours
Je ris
Oui je ris
Et puis je ris
Ensuite je ris
Et aprés bein je ris
Oui je ris
Et je ris

Et je continue de métro en neurones
Les gens frolent leur contenu
Mais il m'en faudra plus qu'un temps
Affin de couper la faim de ces tympans
Car ils nous mangent crunk
Ou en sauce
Ils mangent les aires et laissent les sons
Oui il me fait peur ce public
Je n'ai pas peur de la mort, mais de l'oubli
C'est bien ce que t'as fait
Qu'on retien de toi
Mais surtout pas s'que t'avait
En plus je n'ai pas de bol
Donc heureusement que je ne rêve pas de toucher le pactol
Car ce sera sans et me conaissant
Je brasserai des liasses avec ma malchance
Tu vois pourquoi j'aimerai être porc, lion ou homme ne vivre sans remords

Dimdamdam
(Ou être mort)
Dimdamdam

Mais c'est plus fort que moi
Et comme je n'aime pas l'homme je reste hors de moi
Toujours ailleurs j'fais du sur place
Meme mes pensées courent et se surpassent
Sur la lune très peu veulent m'y voir
Et j'y retourne souvent pour qu'eux m'y rejoignent
Au lieu de passer le temps a me nourrir
Je fuis, pense avant de mourir

(Dimdamdam)
Je cours
(Dimdamdam)
Oui je ris
(Dimdamdam)
Et puis je ris
(Dimdamdam)
Ensuite je ris
(Dimdamdam)
Et aprés bein je ris
(Dimdamdam)
Oui je ris
(Dimdamdam)
Et je ris
Dimdamdam

Eu Corro

É que eu acabei de nascer
Eu não sei para onde eu vou, nem quem eu sou
Mas todos querem ir para lá
Em algum lugar, lá na vida baixa
E lá eu quero colocar o não
Mas só a minha alma tem acesso
E eu sei
Não tenho nenhum de seus absés
Mais leve que o usual
Eu vou para longe e escovo o chão, ou finco minhas quatro patas
Shhh! Subitamente esses vampiros cantam que uma alma sabe que é abscente
Tudo morto, cansado de viver
Mas o meu desejo de figuras (então estou bêbado)
De pensamentos de tons
De canções de significado.
E eu não sei de que jeito eu danço.
Então eu vou
Eu não vou parar
Atrasado como sempre, é porque

Eu corro
Eu rio
Sim, eu rio
E então eu rio
E em seguida eu rio
E depois eu rio
Sim, eu rio
E eu rio

E eu continuo no metrô dos neurônios
Pessoas limpam os seus conteúdos
Mas vai demorar mais do que um pouco
Afim de cortar a fome destes ouvidos
Porque eles nos comem com crunk
Ou com molho
Eles comem ar e soltam (dejetam) os sons
Sim, estou com medo desse público
Eu não tenho medo da morte, mas do esquecimento
Isto é o que você fez
O que nós retemos de você
Mas principalmente, não aquilo que você tinha
Além disso, eu não sei nada de bowl
Então felizmente que eu não sonho em tocar na "mina de ouro"
Porque ele vai ser livre e me conhecerá
Eu tomarei pacotes com a minha sorte
Você vê por que eu amaria ser um porco. Leão ou o homem e viver sem remorso

Dimdamdam
(Ou estar morto)
Dimdamdam

Mas isso é mais forte do que eu
E como eu não gosto do homem, eu permaneço fora de mim
Sempre, aliás, eu me boto em outro lugar
Até meus pensamentos correm e se superam
Na lua muito poucos querem me ver
E lá eu retorno muitas vezes porque eles estão se reunindo
Em vez de gastar tempo para me alimentar
Eu fujo, penso antes de morrer

(Dimdamdam)
Eu corro
(Dimdamdam)
Sim, eu rio
(Dimdamdam)
E então eu rio
(Dimdamdam)
Em seguida eu riu
(Dimdamdam)
E depois eu rio
(Dimdamdam)
Sim, eu rio
(Dimdamdam)
E eu rio
Dimdamdam

Composição: Stromae
Enviada por Rafael e traduzida por Haruka. Legendado por Haruka. Revisões por 4 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Stromae

Ver todas as músicas de Stromae