Nunca Parei de Dançar (part. Djema, Rap Box)

SóCiro

Naquela noite
A culpa foi da morena
Que me tirou de cena dentro do forró
Me conduziu pras trevas como num poema
Me atirou no fogo e me largou só

Mas no inferno toca xote também
Mas no inferno toca xote também
Mas no inferno toca xote também
Nunca paro de dançar

E essa morena foi que me tirou de lá
De passo leve girando até o paraíso
Me deparei com a zabumba, triângulo e sanfona
E show do mestre Dominguinhos

É que no céu toca xote também
É que no céu toca xote também
É que no céu toca xota também
Nunca paro de dançar

Quand tout est sombre et qu'il fait froid au fond de ton cœur (de ton cœur)
Que la vie est bien trop fade et n'a plus de saveur (de saveur)
Écoute au loin, la mélodie
Écoute au loin, la mélodie
Écoute au loin, la mélodie
Écoute au loin, la mélodie
La mélodie qui renaît, quit t'enlace et redonne goût à tá vie

É que no céu toca xote também
É que no céu toca xote também
É que no céu toca xote também
Nunca paro de dançar
É que no céu toca xote também
É que no céu toca xote também
Nunca paro de dançar

(É que no céu toca xote também)
É que no céu toca xote também
(É que no céu toca xote também)
É que no céu toca xote também
(É que no céu toca xote também)
É que no céu toca xote também
(É que no céu toca xote também)
É que no céu toca xote também

Composição: Djema / SóCiro / Leo Ost
Enviada por Gabriela. Revisão por Gabriela.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de SóCiro

Ver todas as músicas de SóCiro