Coincidência

Silvia Maria

Oi, mas que feliz coincidência
Revê-la no mesmo bar que terminou
Parece, que não há paz de consciência
Ora, o que passou, passou

Engraçado até parece combinado
Pois olha, pensava á pouco em você
Mas conta, por onde você tem andado
O difícil foi lhe esquecer

E de estranhar, você que parte
E fui eu quem vim chegar
E tarde, vou repetir palavras suas
Saudade, foi coisa que deu e passou
Pois é não se vá
Só quero conversar um pouco, concordo
Você até sabe de cor, quem sabe
Posso lhe parecer um louco
Mas tudo é questão de dó
Mas por Deus
Tudo acabou na mais perfeita
Mas dizem, que você quer voltar pra mim
Conversa, por falar nisso há muito tempo
Você não se enfeita, assim

Como direi, não perde nunca a majestade
Quem foi rei, mas tá bem, quer ficar só
Eu vou me embora, não chora, não posso
Ver ninguém chorar adeus, até mais

Composição: Eduardo Gudin / Paulo César Pinheiro
Enviada por Helio.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog