Justicia (part. Natti Natasha)

Silvestre Dangond

Original Tradução Original e tradução
Justicia (part. Natti Natasha)

Y te vi llegar, no pude evitar preguntarte
Pude notar en tus ojos tristes que lloraste, lloraste, lloraste
Te maltrató, dime qué te hizo ese cobarde
Su mamá no le enseñó que eso a una mujer no se le hace
No se hace, no se hace (no, no, no, no, no)

Déjame quitarte el maquillaje
Déjame sentirte y abrazarte
Píntate la boca y ponte bella
Quiero verte así como eras antes
Deja el sufrimiento en el espejo
Coge tu cartera, yo manejo
Cómplice la noche de nosotros dos

Y él te hace dormida
Y tú aquí en mi cama
Muertos de la risa
Y él no sabe nada
Yo no soy bandida (no, no)
Yo soy una dama (sí)
Hicimos justicia porque en el amor el que la hace la paga

El que tenga tienda que la atienda
O que salga de ella y que la venda
Si un hombre es quien la pega, eso es un macho
(Y qué es una mujer cuando pone los cachos)
Él no sabe que ella tiene suplente
Es que hace tiempo nadie me pone caliente (uy)
Que me mate con flores y no con golpes

Y si él no te da cariño, yo me atrevo
Lo que es viejo pa' uno, pa' otro es nuevo (nuevo)
Si se cansa, llegó el relevo (aquí estoy yo)
Lo que es viejo pa' uno, pa' otro es nuevo

Y si él no me da cariño, yo me atrevo (así)
Lo que es viejo pa' uno, pa' otro es nuevo (sigue así)
Si te llamo, me hace' relevo
Lo que es viejo pa' uno, pa' otro es nuevo (nuevo, ay)

Déjame quitarte el maquillaje
Déjame sentirte y abrazarte
Píntate la boca y ponte bella
Quiero verte así como eras antes
Deja el sufrimiento en el espejo
Coge tu cartera, yo manejo
Cómplice la noche de nosotros dos

Y él te hace dormida
Y tú aquí en mi cama
Muertos de la risa
Y él no sabe nada
Yo no soy bandida (no, no)
Yo soy una dama (sí)
Hicimos justicia porque en el amor el que la hace la paga

Y él me hace dormida
Y yo aquí en tu cama
Muertos de la risa
Y él no sabe nada
Tú no eres bandida (no, no)
Tú eres una dama (sí)
Hicimos justicia porque en el amor el que la hace la paga

Si él no me da cariño, yo me atrevo
Natti Na, Na-Natti Na
Lo que es viejo pa' uno, pa' otro es nuevo
Ay, nos fuimos de doble play

Justiça (part. Natti Natasha)

E eu vi você chegar, não pude deixar te perguntar
Eu podia ver em seus olhos tristes que você chorou, você chorou, você chorou
Ele maltratou você, me diga o que aquele covarde fez com você
A mãe dele não o ensinou que isso não se faz a uma mulher
Não se faz, não se faz (não, não, não, não, não)

Deixe-me tirar sua maquiagem
Deixe-me sentir e abraçar você
Pinte sua boca e fique linda
Eu quero te ver como era antes
Deixe o sofrimento no espelho
Pegue sua carteira, eu dirijo
A noite é cúmplice de nós dois

E ele te faz dormir
E você aqui na minha cama
Morrendo de rir
E ele não sabe de nada
Eu não sou bandida (não, não)
Eu sou uma dama (sim)
Fizemos justiça porque no amor você paga pelo que faz

Quem tem uma loja que lhe serve
Ou a deixe e venda
Se um homem é quem bate, isso é um macho
(E o que é uma mulher quando te coloca chifres)
Ele não sabe que ela tem um substituto
É que faz tempo que nada me excita (uh)
Que me mate com flores e não com socos

E se ele não te dá carinho, eu me atrevo
O que é velho pra um, pra outro é novo (novo)
Se ele se cansa, eu te levo ao céu (aqui estou)
O que é velho pra um, pra outro é novo

E se ele não me dá carinho, eu me atrevo (assim)
O que é velho para um, para outro é novo (continua assim)
Se eu te ligar, você você me leva ao céu
O que é velho para um, para outro é novo (novo, ai)

Deixe-me tirar sua maquiagem
Deixe-me sentir e abraçar você
Pinte sua boca e fique linda
Eu quero te ver como era antes
Deixe o sofrimento no espelho
Pegue sua carteira, eu dirijo
A noite é cúmplice de nós dois

E ele te faz dormir
E você aqui na minha cama
Morrendo de rir
E ele não sabe de nada
Eu não sou bandida (não, não)
Eu sou uma dama (sim)
Fizemos justiça porque no amor você paga pelo que faz

E ele me faz dormir
E eu aqui na sua cama
Morrendo de rir
E ele não sabe de nada
Você não é bandida (não, não)
Você é uma dama (sim)
Fazemos justiça porque no amor você paga pelo que faz

E se ele não me dá carinho, eu me atrevo
Natti Na, Na-Natti Na
O que é velho para um, para outro é novo
Ai, nós fomos de doble play

Composição: Andrés Castro / Daddy Yankee / DalePlay
Enviada por Mike e traduzida por Isabella. Revisão por NATALIA.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog