The Seventh Seal

Scott Walker

Original Tradução Original e tradução
The Seventh Seal

Anybody seen a knight pass this way
I saw him playing chess with Death yesterday
His crusade was a search for God and they say
It's been a along way to carry on

Anybody hear of plague in this town
The town I've left behind was burned to the ground
A young girl on a stake her face framed in flames cried
I'm not a witch God knows my name

The knight he watched with fear
He needed to know
He ran where he might feel God's breath
And in the misty church
He knelt to confess
The face within the booth was Mr. Death

My life's a vain pursuit of meaningless smiles
Why can't God touch me with a sign
Perhaps there's no one there answered the booth
And Death hid within his cloak and smiled

This morning I played chess with Death said the knight
We played that he might grant me time
My bishop and my knight will shatter his flanks
And still I might feel God's heart in mine

And through confession's grille Death's laughter was heard
The knight cried No you've cheated me!
But still I'll find a way
We'll meet once again and once again
Continue to play

They met within the woods the knight his squire and friends
And Death said now the game shall end
The final move was made
The knight hung his head
And said: You've won I've nothing left to play

The minstrel filled with visions sang to his love
To look against the stormy sky
The knight his squire and friends
Their hands held as one
Solemnly danced toward the dawn

His hourglass in his hand his scythe by his side
The master Death he leads them on
The rain will wash away the tears from their faces
And as the thunder cracked they were gone

O Sétimo Selo

Alguém viu um cavalheiro passar por aqui
Ontem eu o vi jogando xadrez com a Morte
Sua cruzada era em busca de Deus e dizem
É um longo caminho a enfrentar

Alguém ouviu duma praga nessa cidade
A cidade que eu deixei para trás foi incendiada
Uma jovem numa estaca, sua face emoldurada pelas chamas clamou
Eu não sou uma bruxa, Deus lembra de mim

O cavaleiro observava com temor
Ele precisava saber
Ele correu aonde podia sentir a respiração divina
E na Igreja enevoada
Ele se ajoelhou para confessar
O rosto no confessionário era a Sra. Morte

Minha vida é uma busca vã por sorrisos sem sentido
Por que Deus não me pode enviar um sinal?
Talvez ele não esteja lá, respondeu o confessionário
E a Morte se escondeu em sua capa e sorriu

Essa manhã eu joguei xadrez com a Morte, disse o cavaleiro
Jogamos para que ela pudesse me dar tempo
Meu bispo e meu cavaleiro quebrarão seus flancos
E aí eu poderei sentir em mim o coração de Deus

E pela grade de confissão, a risada da morte foi ouvida
O cavaleiro exclamou: -Não, você me enganou!
Mas vou achar um jeito
Nos encontraremos de novo e uma vez mais
Jogaremos

Eles se encontraram dentro da floresta, o cavaleiro, seu escudeiro e amigos
E a Morte disse "agora a partida terminará"
A jogada final foi feita
O cavaleiro abaixou a cabeça
E disse: Você venceu, não tenho mais o que jogar

O menestrel cheio de visões cantou ao seu amor
Olhando de encontro ao céu tempestuoso
O cavaleiro, seu escudeiro e amigos
Suas mãos grudadas como uma
Solenemente dançaram para o alvorecer

Sua ampulheta em sua mão, sua foice ao seu lado
A mestra Morte os conduz
A chuva lavará as lágrimas de seus rostos
E como um trovão estalado eles se foram

Composição: Noel Scott Engel / Scott Walker
Enviada por Suzana e traduzida por Fabrício. Revisões por 3 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Dicionário de pronúncia

Ver mais palavras

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Scott Walker

Ver todas as músicas de Scott Walker