LETRAS.MUS.BR - Letras de músicas

Mocidade Alegre - Samba-Enredo 2020

Samba-Enredo

[Enredo: Do Canto Das Yabás, Renasce Uma Nova Morada]

Lá vem elas, guerreiras, poderosas Yabás
Carregada de axé
Nossa morada renascerá

Yabá cantou, o chão estremeceu
O corpo arrepiou, a lágrima correu
Oh, Mãe Rainha, te ofereço na avenida
A Mocidade, emoção da minha vida

Yabá cantou, o chão estremeceu
O corpo arrepiou, a lágrima correu
Oh, Mãe Rainha, te ofereço na avenida
A Mocidade, emoção da minha vida

Olorum
Supremo criador do universo
Seus olhos sofrem com meus gestos
Oh, meu Senhor
Agô, meu Pai maior
Tanto caos, destruição

No Aiyê o tambor vai ecoar
É preciso acreditar na grandeza de Obatalá
Yaô, bela menina
Yaô, a esperança
Entregue nos braços de Yemanjá
Nas águas purificar, Odoyá

Deusa do amor
Mamãe Oxum
Vento sopra e traz a força de Oyá
Na pureza de Ewá, um novo amanhã
A coragem vem de Obá
O saber vem de Nanã

Deusa do amor
Mamãe Oxum
Vento sopra e traz a força de Oyá
Na pureza de Ewá, um novo amanhã
A coragem vem de Obá
O saber vem de Nanã

Ê mulher, feita no poder da criação
Nas águas, no solo, na chama sagrada
Soprando os segredos da renovação
Com a bênção de Orum, clareou, clareou

Ritual e feitiçaria, no Ayê, um novo dia
Santuário que das cinzas ressurgiu
Natureza em harmonia então sorriu
Lá vem elas, guerreiras, poderosas Yabás
Carregada de axé
Nossa morada renascerá
Yabá cantou, o chão estremeceu
O corpo arrepiou, a lágrima correu
Oh, Mãe Rainha, te ofereço na avenida
A Mocidade, emoção da minha vida

Yabá cantou, o chão estremeceu
O corpo arrepiou, a lágrima correu
Oh, Mãe Rainha, te ofereço na avenida
A Mocidade, emoção da minha vida

Olorum
Supremo criador do universo
Seus olhos sofrem com meus gestos
Oh, meu Senhor
Agô, meu Pai maior
Tanto caos, destruição

No Aiyê o tambor vai ecoar
É preciso acreditar na grandeza de Obatalá
Yaô, bela menina
Yaô, a esperança
Entregue nos braços de Yemanjá
Nas águas purificar, Odoyá

Deusa do amor
Mamãe Oxum
Vento sopra e traz a força de Oyá
Na pureza de Ewá, um novo amanhã
A coragem vem de Obá
O saber vem de Nanã

Deusa do amor
Mamãe Oxum
Vento sopra e traz a força de Oyá
Na pureza de Ewá, um novo amanhã
A coragem vem de Obá
O saber vem de Nanã

Ê mulher, feita no poder da criação
Nas águas, no solo, na chama sagrada
Soprando os segredos da renovação
Com a bênção de Orum, clareou, clareou

Ritual e feitiçaria, no Ayê, um novo dia
Santuário que das cinzas ressurgiu
Natureza em harmonia então sorriu
Lá vem elas, guerreiras, poderosas Yabás
Carregada de axé
Nossa morada renascerá

Yabá cantou, o chão estremeceu
O corpo arrepiou, a lágrima correu
Oh, Mãe Rainha, te ofereço na avenida
A Mocidade, emoção da minha vida
Yabá cantou, o chão estremeceu
O corpo arrepiou, a lágrima correu

Composição: Biro Biro / Fábio Souza / Luís Jorge / Maradona / Rafa Do Cavaco / Ratinho / Silas Augusto / TURKO / Zé Paulo Sierra Essa informação está errada? Nos avise.
Enviada por João.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog