LETRAS.MUS.BR - Letras de músicas

Gaviões da Fiel - Samba-Enredo 2020

Samba-Enredo

[Enredo: Um Não Sei Quê, Que Nasce Não Sei Onde, Vem Não Sei Como e Explode Não Sei Porquê...]

Vai arrepiar, abra o seu coração
Vem se apaixonar, explodir de emoção
Um sentimento que arrasta multidões
Canta, Gaviões!

Vai arrepiar, abra o seu coração
Vem se apaixonar, explodir de emoção
Um sentimento que arrasta multidões
Canta, Gaviões!

O que é esse aperto no peito?
Invade a alma, não dá pra negar
É a mais sublime inspiração do criador
Que um sonho em suas mãos moldou
É o amor, é o amor

Eu quero viver romances proibidos
Doce delírio que desperta os sentidos
Quando dispara, o insensato coração
Se a alma eternizar
Vai muito além da razão

Quantos sentimentos me levam
À luta por um ideal
Chama que ninguém pode apagar
É a liberdade de poder sonhar

Quantos sentimentos me levam
À luta por um ideal
Chama que ninguém pode apagar
É a liberdade de poder sonhar

É, não existem fronteiras
Nem mesmo barreiras vão nos separar
Se a vida imita a arte
Numa doce ilusão vou mergulhar

Eu sou o olhar que te encontra pelas ruas
Um acorde que seduz à luz da Lua
Sou o canto que ecoa pelo ar
E se eu enlouquecer
Será de tanto amar
Vai arrepiar, abra o seu coração
Vem se apaixonar, explodir de emoção
Um sentimento que arrasta multidões
Canta, Gaviões!

Vai arrepiar, abra o seu coração
Vem se apaixonar, explodir de emoção
Um sentimento que arrasta multidões
Canta, Gaviões!

O que é esse aperto no peito?
Invade a alma, não dá pra negar
É a mais sublime inspiração do criador
Que um sonho em suas mãos moldou
É o amor, é o amor

Eu quero viver romances proibidos
Doce delírio que desperta os sentidos
Quando dispara, o insensato coração
Se a alma eternizar
Vai muito além da razão

Quantos sentimentos me levam
À luta por um ideal
Chama que ninguém pode apagar
É a liberdade de poder sonhar

Quantos sentimentos me levam
À luta por um ideal
Chama que ninguém pode apagar
É a liberdade de poder sonhar

É, não existem fronteiras
Nem mesmo barreiras vão nos separar
Se a vida imita a arte
Numa doce ilusão vou mergulhar

Eu sou o olhar que te encontra pelas ruas
Um acorde que seduz à luz da Lua
Sou o canto que ecoa pelo ar
E se eu enlouquecer
Será de tanto amar

Vai arrepiar, abra o seu coração
Vem se apaixonar, explodir de emoção
Um sentimento que arrasta multidões
Canta, Gaviões!

Vai arrepiar, abra o seu coração
Vem se apaixonar, explodir de emoção
Um sentimento que arrasta multidões
Canta, Gaviões!

Canta, Gaviões!
Canta, Gaviões!

Composição: Portuga / William Tadeu / Rafael Falanga / Luciano Rosa / Biro-Biro Essa informação está errada? Nos avise.
Enviada por João.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog