Escolhido

Rose Nascimento

Um semblante de dor
Eu no banco dos réus
O inferno já comemorava o veredito
Que eu não poderia me salvar
A condenação por meu pecado então
A morte eu teria que enfrentar

Mas Jesus se levantou por mim
Ele se fez réu em meu lugar
Ele padeceu por mim
Se entregou pra me salvar

Tá decretado, eu fui escolhido por unanimidade
Por ele fui ungido
Se o inimigo se levanta contra mim
O meu advogado, ele intercederá por mim
Eu fui marcado pelo sangue de Cristo
Justificado, co-herdeiro sou
De suas promessas eu não abro mão
A minha vida é Cristo consagrei meu coração

Mas Jesus se levantou por mim
Ele se fez réu em meu lugar
Ele padeceu por mim
Se entregou pra me salvar

Tá decretado, eu fui escolhido por unanimidade
Por ele fui ungido
Se o inimigo se levanta contra mim
O meu advogado, ele intercederá por mim
Eu fui marcado pelo sangue de Cristo
Justificado, co-herdeiro sou
De suas promessas eu não abro mão
A minha vida é Cristo consagrei meu coração

Eu não abro mão (não)
Da minha herança eu não abro mão
Eu não abro mão
Da minha salvação não abro mão

Tá decretado, eu fui escolhido por unanimidade
Por ele fui ungido
Se o inimigo se levanta contra mim
O meu advogado, ele intercederá por mim
Eu fui marcado pelo sangue de Cristo
Justificado, co-herdeiro sou
De suas promessas eu não abro mão
A minha vida é Cristo consagrei meu coração

Eu não abro mão
Da minha salvação não abro mão

Composição: George De Paula
Enviada por ChristianCabrini. Legendado por Gerthe. Revisões por 6 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Rose Nascimento

Ver todas as músicas de Rose Nascimento