Ipanema Inn

Rodrigo Bittencourt

Hoje eu quero ter cem anos
E alguns planos pra nós dois
Bater nossas bengalas duras
Colocar o nosso pó de arroz

E não importa o piercing na barriga
Ipanemainha cansada, Zona Sul
Vamos colorir os nossos corpos velhos
Com um tipo estranho de tatoo

Celebrar as rugas que arranharam
Nossas ruas: as minhas, as tuas
Celebrar o tempo que não volta mais
A dor dos teus, dos meus, dos nossos ais

E descansar o nosso corpo em paz

Isso tudo pra dizer que eu quero viver junto com você
Isso tudo pra dizer que eu quero viver junto com você
Isso tudo pra dizer que hoje eu quero ter mais de um milhão de anos

Pra descansar os nossos vinte e muitos anos
Das grandes ideias, dos largos planos, dos muitos enganos
"Vamo que vamo", aqui estamos: seres humanos
Beltranas, beltranos, cicranas, cicranos, fulanas, fulanos

Celebrando as rugas que arranharam
Nossas ruas: as minhas, as tuas
Celebrando um tempo que não volta mais
A dor dos teus, dos meus, dos nossos ais

Isso tudo pra dizer que eu quero viver junto com você

Composição: Rodrigo Bittencourt
Enviada por Espalhe.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Rodrigo Bittencourt

Ver todas as músicas de Rodrigo Bittencourt