Onde Não Existe Flor

Roberto Ribeiro

Você não sabe que eu tenho passado
Depois daqueles beijos que você me deu
Eu acho até que eu estou apaixonado
Não sei se pra você foi sério, mas para mim valeu

Porque que quando a gente se apaixona
A pessoa escolhida escolhe um outro par

Aí é querer armar um circo sem lona
É alguém sem ter calma querer descansar
É alguém sem ter calma querer

Acreditar que uns beijos
De um só dia de carinho
Não fosse atiçar os desejos
De quem suportou sozinho

Tanto desamor na vida
Tanta falta de igualdade
É que essa vez
É que essa vez eu jurava ser verdade
É que essa vez eu jurava ser verdade

Parece que nas asas da quimera
Inventei a primavera onde não existe flor
Parece que voltei a ser criança
Para dançar a dança do primeiro amor

Você não sabe o que eu tenho passado

Composição: Serginho Meriti
Enviada por Eliézer. Revisão por Renata.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog