Partilha

Roberto Ribeiro

Já que não existe mais aquele amor tão profundo
O melhor que a gente faz
É dividir nosso mundo

Você fica com a vitrola e com os quadros da parede
Que eu fico com a viola
O meu samba e minha sede
Você fica com a gaiola e com o passarinho verde
Que em qualquer brinco de argola
Eu penduro minha rede

Já que não existe mais aquele amor tão profundo
O melhor que a gente faz
É dividir nosso mundo

Você fica com as crianças e com toda essa mobília
Que eu só quero as esperanças que não cabem na partilha
Você leva as alianças que eu farei da minha ilha
Com a poeira das lembranças
O meu álbum de família

Já que não existe mais aquele amor tão profundo
O melhor que a gente faz
É dividir nosso mundo
Já que não existe mais aquele amor tão profundo
O melhor que a gente faz
É dividir nosso mundo

E pra não dizer depois quando a febre for mais alta que esse
Amor não deu pra dois mas vontade e o que não falta
O destino é que compôs esse drama de ribalta no seu rosto pó de
Arroz no meu peito a cruz de malta

Já que não existe mais aquele amor tão profundo o melhor que a
Gente faz é dividir nosso mundo
Já que não existe mais aquele amor tão profundo o melhor que a
Gente faz é dividir nosso mundo

Composição: Romildo / Sergio Fonseca
Enviada por Luiz. Revisões por 3 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Roberto Ribeiro

Ver todas as músicas de Roberto Ribeiro