Saudades do Futuro

Renata Rosa

Eu só consigo ter saudades do futuro
Bago maduro, planta de frutos claros
Trago nos lábios calos de tantas palavras
Sou das lavouras que lavra
Pras sementes do amor

Trago uma dor e trago tanta alegria
Que a noite claresse em dia
Solarado de calor
Vem sorte vem
Vem alongar meu passo
Sigo meu traço
Eis meu tesouro fino
Do meu destino eu vou desatar os nós
Todos das fontes à foz
E vou desposar a vida
Minha medida é uma aliança encantada
Semeando a madrugada
As sementes proferidas

Tropecei, quedei, cai
Cai mas me levantei
Errei mas reconheci
E por vezes acertei

Tropecei, quedei, cai
Cai mas me levantei
Errei mas reconheci
E por vezes acertei

Eu só consigo ter saudades do futuro
Bago maduro, planta de frutos claros
Trago nos lábios calos de tantas palavras
Sou das lavouras que lavra
Pras sementes do amor

Trago uma dor e trago tanta alegria
Que a noite claresse em dia
Solarado de calor
Vem sorte vem
Vem alongar meu passo
Sigo meu traço
Eis meu tesouro fino
Do meu destino eu vou desatar os nós
Todos das fontes à foz
E vou desposar a vida
Minha medida é uma aliança encantada
Semeando a madrugada
As sementes proferidas

Tropecei, quedei, cai
Cai mas me levantei
Errei mas reconheci
E por vezes acertei

Tropecei, quedei, cai
Cai mas me levantei
Errei mas reconheci
E por vezes acertei

Tropecei, quedei, cai
Cai mas me levantei
Errei mas reconheci
E por vezes acertei

Tropecei, quedei, cai
Cai mas me levantei
Errei mas reconheci
E por vezes acertei


Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Renata Rosa

Ver todas as músicas de Renata Rosa