Comandante Supremo

Rayane Vanessa

Desde o começo de tudo, os homens e a sua
Ciência tentam me entender de todas as formas
E com a sua pequenez eles se perguntam e começam a dizer

Quem é ele?
Perguntam os homens achando que me entenderão
Vasculham o universo
Pensando que me acharão
Sabendo que eu só me revelo

A quem eu quero
(Sabe quem eu sou?)
Eu sou Deus
O legítimo, o único, autor da criação
O universo é obra das minhas mãos
Entre os homens sou digno de adoração

Eu não necessito de dar explicações
Sou o responsável das minhas ações
Eu nunca errei e nunca errarei
Eu faço o que faço pois de tudo eu sou rei

E quando o inferno pensou que me venceu
Quando nos primórdios o homem corrompeu
Eu me levantei, e entrei em ação
E mostrei que o controle ainda está
Em minhas mãos

Eu sou o todo poderoso, exaltado, venerado, filho
O pai, o espírito adorado
A estrela da manhã, comandante supremo, mais rápido que a luz
Inexplicável como o vento
Eu ando sobre as nuvens e caminho sobre as águas
Protejo a minha igreja sem precisar de muralha

Nunca fui, eu sempre sou
Não tô preso à o tempo
Pois o tempo eu quem dou
Traço, faço, desfaço, pego em cima ponho embaixo
Exalto a quem quero, e humilho o exaltado
Eu sou e ninguém é igual a mim
Eu sou, sou o começo e o fim

Ainda antes que houvesse dia eu sou
E ninguém há quem possa fazer escapar das minhas mãos
Operando eu quem, quem?
Eu quero saber, quem me impedirá?
Ah, sabe quem eu sou?
Eu sou o senhor vosso Deus
O que fez no mar um caminho
E nas águas impetuosas uma vereda

O que fez que os carros
E os cavalos do Egito com sua força caísse
E nunca mais se levantassem
Extintos como pavio se apagaram
Eis que faço uma coisa nova
E não se preocupem com aqueles que se levantarem
Contra ti, por que com eles, sabem o que eu faço?

Quebro! Quebro o arco e corto a lança
Queimo! Queimo os carros no fogo
Pois eu vivo! Eu vivo eternamente
Passeio! Passeio no meio dos crentes, eu curo

Batizo, renovo, transformo
E se estão perseguindo, faraó eu afogo
E mostro ao mundo e a quem duvidar
Que quem controla tudo é o leão de Judá

Eu sou o todo poderoso, exaltado, venerado, filho
O pai, o espírito adorado
A estrela da manhã, comandante supremo, mais rápido que a luz
Inexplicável como o vento
Eu ando sobre as nuvens e caminho sobre as águas
Protejo a minha igreja sem precisar de muralha
Nunca fui, eu sempre sou
Não tô preso à o tempo

Pois o tempo eu quem dou
Traço, faço, desfaço, pego em cima ponho embaixo
Exalto a quem quero, e humilho o exaltado
Eu sou (eu sou) e ninguém é igual a mim
Eu sou, sou o começo e o fim
Quem eu sou? Sou o começo e o fim, sou o começo e o fim

Composição: Rayane Vanessa
Enviada por Eveline.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog