O Death

Ralph Stanley

Original Tradução Original e tradução
O Death

O, Death
O, Death
Won't you spare me over til another year?
Well what is this that I can't see
With ice cold hands takin' hold of me
Well I am death, none can excel
I'll open the door to Heaven or Hell
O, Death, someone would pray
Could you wait to call me another day
The children prayed, the preacher preached
Time and mercy is out of your reach
I'll fix your feet til you can’t walk
I'll lock your jaw til you can’t talk
I'll close your eyes so you can't see
This very air, come and go with me
I'm Death, I come to take the soul
Leave the body and leave it cold
To draw up the flesh off of the frame
Dirt and worm both have a claim

O, Death
O, Death
Won't you spare me over til another year?
My mother came to my bed
Placed a cold towel upon my head
My head is warm, my feet are cold
Death is a-movin upon my soul
O, Death, how you're treatin' me
You've close my eyes so I can't see
Well you're hurtin' my body
You make me cold
You run my life right outta my soul
O, Death, please consider my age
Please don't take me at this stage
My wealth is all at your command
If you will move your icy hand
Oh the young, the rich or poor
Hunger like me you know
No wealth, no land, no silver, no gold
Nothing satisfies me but your soul

O, Death
O, Death
Wont you spare me over til another year?
Wont you spare me over til another year?
Wont you spare me over til another year?

Oh Morte

Oh Morte
Oh Morte
Você não pode me poupar por mais um ano?
O que é isso que eu não consigo enxergar
Com mãos geladas me agarrando?
Eu sou a Morte, que ninguém consegue vencer
Vou abrir a porta para o Céu ou para o Inferno
Oh Morte, alguém pediria
Você pode esperar e me chamar um outro dia?
As crianças rezaram, o pastor pregou
Tempo e misericórdia estão fora do seu alcance
Vou enrijecer seus pés até você não conseguir andar
Vou travar sua mandíbula até você não conseguir falar
Vou fechar seus olhos para você não conseguir ver
O próprio ar vem e vai comigo
Sou a Morte e vim levar a sua alma
Deixe seu corpo e o abandone, frio
Para soltar a carne da sua armação
A terra e os vermes têm direito a ela

Oh Morte
Oh Morte
Você não pode me poupar por mais um ano?
Minha mãe veio até à minha cama
E colocou uma toalha fria na minha testa
Minha testa está quente e meus pés estão frios
A Morte está avançando sobre a minha alma
Oh Morte, como você está me tratando
Você fechou meus olhos para eu não poder ver
Você está machucando meu corpo
Você me faz ter frio
Você esvai a vida da minha alma
Oh Morte, por favor, considere a minha idade
Por favor, não me leve nessa fase da vida
Minha fortuna estará toda à sua disposição
Se você recolher a sua mão gelada
Oh os jovens, os ricos ou os pobres
Têm fome como eu, você sabe
Nenhuma fortuna, nem ruína, nem ouro, nem prata
Nada me satisfaz além da sua alma

Oh Morte
Oh Morte
Você não vai me poupar até um outro ano?
Você não vai me poupar até um outro ano?
Você não vai me poupar até um outro ano?

Composição: Jörgen Elofsson
Enviada por Augusto e traduzida por Julia. Revisões por 2 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Dicionário de pronúncia

Ver mais palavras

Posts relacionados

Ver mais no Blog