Aurora Boreal Medley Acústica

Rael

Vem pra cá ampliar a visão, a visão
Na visão que se vê, na missão não vai se perder
Na banca, só mostrar a visão, a visão

Tô pra ver um daqui sucumbir
Você pode até sorrir mas no final vai chorar
Mexeu com nóis assim sem sorte
Tô com a favela eu tô forte

Hoje de manhã, atravessando o mar
Vou me perder, vou me encontrar, a cada vento que soprar

Clareza na ideia, pureza no coração
Sentimento como guia, honestidade como religião
Sinceramente, é isso irmão!

Quando eu me vi só nesse lugar
Eu pensei que preciso sair
Pra me libertar, seja com quem for
A minha vida é cantar, nunca no mesmo lugar
Seja sozinho ou a dois
O resto eu vejo depois

Qual é o mó-ó-óio?
Onde você tava, com quem tava, aonde fó-ó-ói?
Não imaginava que a quebrada já moió-ó-ói
Porque vida não dá boi, dá, porque vida

Da vida a gente leva a vida só

Você tem uma vida só
Pra sonhar, sofrer, tentar, fazer
Lidar, aprender a viver

O que tem que ser será!
Tudo tem seu tempo e
Cada coisa a seu lugar
Já que esta sendo assim
Nada eu posso fazer
Somente é te esperar!
Te aguardo tenho pensado em te esperar
Te aguardo tenho pensado vou te esperar

Chegando ela me trouxe
A brisa pura de um cheiro doce
Beleza natural
Aurora boreal
Enfeita a noite

Até podíamos ser
Mais que um casal
Não só marcar encontro pelo ponto carnal, é
Partir para outro ponto meio transcendental
Ter filho, casa, carro
E cachorrinho no quintal (rau!)
Mas esse mundo não é pra ela
Dentro dessa atmosfera
Ela é pique um passarinho
E gosta de voo livre
Logo eu, bem egoísta
Gosto de noite de pista
Pensei numa vida mista
E assim nunca me vi
Só dá um sinal de vista
O verso se modifica
É de uma natureza que o universo não explica
Conversas de amor
Sempre pulei dessas fita, tipo
Sai, Deus é mais
Vai morrer pra lá, zica
E mudei

Em nome do amor
Com as proteções de Jah
Aos olhos de Xangô
Odô e Iemanjá

Chegando ela me trouxe
A brisa pura de um cheiro doce
Beleza natural
Aurora boreal
Enfeita a noite

E seu jeito bem natu
Fama tu
De fato
Bem raro de encontrar
E não tem nada parecido
E tudo favorecido
Que esse meu jeito bandido
Foi fácil mudar
É um poder absurdo
Surgiu não sei como
Se vem mudar tudo
Ao redor vai se impondo
Clareia no escuro
Do céu faz seu trono
Vem poucas vezes ao mundo
É riqueza sem dono e
É de tirar meu sono e
É, é
É algo tão inusitado
Tem até me bagunçado
Se é sonhando ou acordado
E percebi que

É real
E não é nada igual
É somente você

Chegando ela me trouxe
A brisa pura de um cheiro doce
Beleza natural
Aurora boreal
Enfeita a noite

Composição: Rael Da Rima
Enviada por Priscila. Legendado por Cauã. Revisão por Isabella.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Rael

Ver todas as músicas de Rael