LETRAS.MUS.BR - Letras de músicas

Aurora Boreal Medley Acústica

Rael

Vem pra cá ampliar a visão, a visão
Na visão que se vê, na missão não vai se perder
Na banca, só mostrar a visão, a visão

Tô pra ver um daqui sucumbir
Você pode até sorrir mas no final vai chorar
Mexeu com nóis assim sem sorte
Tô com a favela eu tô forte

Hoje de manhã, atravessando o mar
Vou me perder, vou me encontrar, a cada vento que soprar

Clareza na idéia, pureza no coração
Sentimento como guia, honestidade como religião
Sinceramente, é isso irmão!

Quando eu me vi só nesse lugar
Eu pensei que preciso sair
Pra me libertar, seja com quem for
A minha vida é cantar, nunca no mesmo lugar
Seja sozinho ou a dois
O resto eu vejo depois

Qual é o mó-ó-óio?
Onde você tava, com quem tava, aonde fó-ó-ói?
Não imaginava que a quebrada já moió-ó-ói
Porque vida não dá boi, dá, porque vida

Da vida a gente leva a vida só

Você tem uma vida só
Pra sonhar, sofrer, tentar, fazer
Errar, aprender a viver

O que tem que ser será!
Tudo tem seu tempo e
Cada coisa a seu lugar
Já que esta sendo assim
Nada eu posso fazer
Somente é te esperar!
Te aguardo tenho pensado em te esperar
Te aguardo tenho pensado vou te esperar

Chegando ela me trouxe
A brisa pura de um cheiro doce
Beleza natural
Aurora boreal
Enfeita a noite

Até podíamos ser
Mais que um casal
Não só marcar encontro pelo ponto carnal, é
Partir para outro ponto meio transcendental
Ter filho, casa, carro
E cachorrinho no quintal (rau!)
Mas esse mundo não é pra ela
Dentro dessa atmosfera
Ela é pique um passarinho
E gosta de voo livre
Logo eu, bem egoísta
Gosto de noite de pista
Pensei numa vida mista
E assim nunca me vi
Só dá um sinal de vista
O verso se modifica
É de uma natureza que o universo não explica
Conversas de amor
Sempre pulei dessas fita, tipo
Sai, Deus é mais
Vai morrer pra lá, zica
E mudei

Em nome do amor
Com as proteções de Jah
Aos olhos de Xangô
Odô e Iemanjá

Chegando ela me trouxe
A brisa pura de um cheiro doce
Beleza natural
Aurora boreal
Enfeita a noite

E seu jeito bem natu
Fama tu
De fato
Bem raro de encontrar
E não tem nada parecido
E tudo favorecido
Que esse meu jeito bandido
Foi fácil mudar
É um poder absurdo
Surgiu não sei como
Se vem mudar tudo
Ao redor vai se impondo
Clareia no escuro
Do céu faz seu trono
Vem poucas vezes ao mundo
É riqueza sem dono e
É de tirar meu sono e
É, é
É algo tão inusitado
Tem até me bagunçado
Se é sonhando ou acordado
E percebi que

É real
E não é nada igual
É somente você

Chegando ela me trouxe
A brisa pura de um cheiro doce
Beleza natural
Aurora boreal
Enfeita a noite

Composição: Rael Da Rima Essa informação está errada? Nos avise.
Enviada por Priscila. Legendado por Cauã.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog