Sorte e Azar

Quinho

Tudo é questão de obedecer ao instinto
Que o coração ensina a ter, ensina a ter
Correr o risco, apostar num sonho de amor
O resto é sorte e azar

Tudo é questão de não se negar nada
A nenhuma força que dê luz, que dê luz
Seja de Deus ou do Diabo se for claro
É só pagar pra ver, é só pagar pra ver

E se por acaso, doer demais
É porque valeu

E se por acaso, for bom demais
É porque valeu
É porque valeu
É porque valeu

Composição: Cazuza / Roberto Frejat
Enviada por Sidney.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog