My Fairy King

Queen

Original Tradução Original e tradução
My Fairy King

In the land where horses born with eagle wings
And honey bees have lost their stings
There's singing forever
Lion's den with fallow deer
And rivers made from wine so clear
Flow on and on forever
Dragons fly like sparrows through the air
And baby lambs where Samson dares
To go on, on, on, on, on, on

My fairy king
(He rules the air)
He rules the air and can see things
(And turns the tides)
That are no there for you and me
My fairy king
(He rides the winds)
Can only do right and nothing wrong

Then came man to savage in the night
To run like thieves and to kill like knives
To take away the power from the magic hand
To bring about the ruin to the promised land

They turn the milk into sour
Like the blue in the blood of my veins
(Why can't you see it)
Fire burning in hell with the cry of screaming pain
(Son of heaven set me free and let me go)
Sea turns dry no salt from sand
Seasons find no helping hand
Teeth don't shine like pearls for the poor man's eyes
(No more)

Someone someone has drained the color from my wings
Broken my fairy circle ring
And shamed the king in all his pride
Changed the winds and wronged the tides
Mother Mercury (Mercury)
Look what they've done to me
I cannot run, I cannot hide

Meu Rei das Fadas

Na terra onde cavalos nascem com asas de águia
E onde as abelhas melíferas perderam seus ferrões
Há canções eternamente
Covis de leões com corsas
E rios feitos de vinho tão claro
Fluem e fluem, eternamente
Dragões voam como pardais pelo ar
E cordeiros bebês onde Sansão atreve-se
Para ir, ir, ir, ir, ir, ir, ir

Meu rei das fadas
(Ele comanda o ar)
Ele comanda o ar e pode ver coisas
(E muda as marés)
Que não estão lá para você e para mim
Meu rei das fadas
(Ele comanda os ventos)
Só faz o correto e nada errado

Então veio o homem para atacar ferozmente na noite
Para correr como ladrões e para matar como facas
Para tomar a poder da mão mágica
Para trazer a ruina à terra prometida

Eles transformam o leite em azedo
Como o azul do sangue das minhas veias
(Porque não podes ver isto?)
Fogo queimando no inferno com o choro dos gritos de sofrimento
(Filho do céu liberte-me e deixe-me ir)
O mar torna-se seco, sem sal da areia
Estações não encontram uma mão amiga
Dentes não brilham como pérolas para os olhos do pobre homem
(Nunca mais)

Alguém, alguém drenou as cores das minhas asas
Quebrou o meu anel de fada
E envergonhou o rei em todo o seu orgulho
Alterou os ventos e agravou as marés
Mãe Mercúrio (Mercúrio)
Olhe o que eles fizeram a mim
Eu não posso correr, não posso me esconder

Composição: Freddie Mercury
Revisões por 6 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Dicionário de pronúncia

Ver mais palavras

Posts relacionados

Ver mais no Blog