Nosso Primeiro Divórcio

Quarto Negro

E foi aos doze o meu primeiro divórcio.
Fui com toda a boa-fé que a idade me
cabia.

E aonde eu ia tudo era tão raso.
Eu nunca pude me opor e você sabe bem
disso.

Fácil, deixe que a sorte o conforme.
Eu não vou ficar aqui.

Você me soa tão abstrato.
Os dias já não me remetem a nada.
E quanto mais eu sei menos eu posso crer,
em tudo quê ouço, enxergo e falo.

Trágico, dói não te levar mais a sério.
Acho que foi sempre assim

Frágil, deixe que o acaso o consuma.
Você não entende a urgência.

Fácil, deixe que a sorte o conforme.
Eu não vou ficar aqui.

Eu deito, durmo, acordo e não lembro de
nada,
deito, durmo, acordo e não lembro de
nada.
Eu deito, sonho, acordo e não lembro de
nada.
Eu sonho, deito e durmo.

Composição: Eduardo Praça / Thiago Klein
Enviada por Suzana.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog