Debaixo do Sol

Pregador Luo

Wow
Aham
Inutilidade
Sentido
Sol
Vento
Canseira
Séculos
Séculos
Propaganda
Repetição
Fardo

Que grande inutilidade, mas que grande inutilidade
Nada faz sentido, nada disso faz sentido
Gerações vem e vão e a terra fica como tá
O Sol se levanta, o Sol se põe e depressa volta para o lugar
Onde se levantou, quando ventou, eu saquei
Que o vento dá voltas e mais voltas e segue o seu curso
Também reparei que até mesmo os rios intrusos
Que correm para o mar
Nunca vão encher o mar
Corredeiras multidirecionais que sempre voltarão para o mar
Esse mundo traz canseira, mesmo assim o olho não se cansa de ver
Nem o ouvido de ouvir
Séculos se foram, séculos porvir
Boa parte de cada um não passa de decepção
Propaganda falida da repetição
Uns vêm, outros somem
Que fardo pesado Deus colocou sobre os homens
O que está torto não pode ser endireitado
E o que está faltando não pode ser contado
Sabedoria, loucura, insensatez
Impossível compreender as três
O que foi tornará a ser, será feito novamente
Segue o baile debaixo das estrelas, central incandescente

Debaixo do Sol eles vivem
Debaixo do Sol eles correm
Debaixo do Sol eles fingem
Debaixo do Sol eles morrem e dormem

Nada há de novo debaixo do Sol
Não há nada novo debaixo do Sol
Debaixo do Sol
Debaixo do Sol
Debaixo do Sol
Debaixo do Sol

Uma geração nova que já tá velha, porque se acaba nas drogas
Quem vai rodas as rodas, quem vai regar as rosas
Quem é que vai anunciar as boas novas
Eu perguntei quem é que vai anunciar as boas novas

Cansadas e preguiçosas, mentes inteligentes derretendo nas drogas
Autoestima fraca, refém dessas modas
Efêmeras, retrógradas, cafonas, hipócritas
Armas automáticas, cabeças antipáticas
Poesia escatológica, rima sem lógica
E no que isso tudo vai resultar?
Talvez em uns likes ou nuns trocados, se der sorte
Cultura diabólica que age em favor da morte
Enquanto isso eu fico aqui correndo atrás do vento
A sabedoria traz sofrimento e entristece o rosto
Quanto mais conhecimento, maior é o desgosto

Mesmo assim eu continuo tentando
Mesmo assim eu continuo pregando
Quem sabe alguém vai me dar uma moral
Quem sabe alguém até pode achar isso legal

Debaixo do Sol eles vivem
Debaixo do Sol eles correm
Debaixo do Sol eles fingem
Debaixo do Sol eles morrem e dormem

Nada há de novo debaixo do Sol
Não há nada novo debaixo do Sol
Debaixo do Sol
Debaixo do Sol
Debaixo do Sol
Debaixo do Sol

Debaixo do Sol eles vivem
Debaixo do Sol eles correm
Debaixo do Sol eles fingem
Debaixo do Sol eles morrem e dormem

Nada há de novo debaixo do Sol
Não há nada novo debaixo do Sol
Debaixo do Sol
Debaixo do Sol
Debaixo do Sol
Debaixo do Sol

Composição: Pregador Luo
Enviada por Christyan. Legendado por Christyan.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog