Aquellos Ojos Verdes

Plácido Domingo

Original Tradução Original e tradução
Aquellos Ojos Verdes

Aquellos ojos verdes, de mirada serena
Dejaron en mi alma, eterna sed de amar
Anhelos y caricias, de besos y ternuras
De todas las dulzuras, que sabían brindar

Aquellos ojos verdes, serenos como un lago
En cuyas quietas aguas, un día miraré
No saben las tristezas, que en mi alma han dejado
Aquellos ojos verdes, que yo nunca olvidaré

Anhelos y caricias, de besos y ternuras
De todas las dulzuras, que sabían brindar

Aquellos ojos verdes, serenos como un lago
En cuyas quietas aguas, un día miraré
No saben las tristezas, que en mi alma han dejado
Aquellos ojos verdes, que yo nunca olvidaré

Aqueles Olhos verdes

Aqueles olhos verdes, de olhada serena
Deixaram em minha alma, eterna sede de amar
Anseios e carícias, de beijos e ternuras
De todas as doçuras, que sabiam brindar

Aqueles olhos verdes, serenos como um lago
Em cujas quietas águas, um dia olharei
Não sabem as tristezas, que em minha alma deixaram
Aqueles olhos verdes, que eu nunca esquecerei

Anseios e carícias, de beijos e ternuras
De todas as doçuras, que sabiam brindar

Aqueles olhos verdes, serenos como um lago
Em cujas quietas águas, um dia olharei
Não sabem as tristezas, que em minha alma deixaram
Aqueles olhos verdes, que eu nunca esquecerei

Composição: Adolfo Utreras / Nilo Menendez
Enviada por André e traduzida por Jéssica. Revisão por Lorena.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Plácido Domingo

Ver todas as músicas de Plácido Domingo