Melhor Forma (Poesia Acústica #9)

Pineapple

[Lourena]
Ah, ah, ah, ah, ah
Poesia 9
Salve Malak

[L7NNON]
É, hm
Se ela disser que me ama, eu vou mudar de vida, ahn
Me chama de vida
Pra tu ver se eu não te faço feliz
Como ninguém fez ainda, bebê
Olha só como ela dança, olha só como ela desce
Será que ela tá com alguém? Se não tiver, hmm, esquece
Esse teu jeito me deixa maluco, hoje ela tá de lace
Ano passado ela disse pra amiga
Que me conheceu navegando no Face
Olha pra mim, disfarça
Ela gostou do meu disfarce
Essa parece complicada
Deve ser uma mulher de fases
Me diz: Qual necessidade de tu ser tão linda?
Ou melhor, como que a gente não se conhece ainda?
Eu quis dizer: Linda, seja muito bem-vinda
Eu tento falar sério, mas na beleza ela brinca
Nós brinda, deita na grama e observa o mar
Nós brinca, deita na cama e larga o celular
Nosso amor tem muito mais valor que cédula
Vou vender os finin de ouro pra te comprar pérola
Hoje tô pra te levar naquele lugar da primeira vez
Mas preciso saber se você vem
Hoje tô pra te contar, tô pra te encontrar às 3
Ela é a perdição e acabou que eu virei refém
Cinto da Louis Vuitton, bebendo Guaraviton
Hoje eu borro teu batom
Vai me dizer que tu não tá a fim? Tá bom
Olha o caminho que nós trilha
Prefere praia, cachoeira ou trilha
Como essa boneca anda sem pilha?
L7, Poesia, mais de 100 milha, fé

[Chris MC]
Enrolado em seus caracóis
Jurando que se ela disser que me ama, hoje eu mudo de vida
Já pensou bem? Se cê vem, bem-vinda
Pensando na primeira vez que te vi
Engraçado (é) eu não ter notado
Que o que eu procurava tava bem ali
Hoje só amor e fé e, se for amor, cê já sabe
Só eu, na real, só nós, quero sua voz suave
Mesmo sem entender de quase nada
Cê dá sinais falando a madrugada
Sobre querer sumir no mundo e não lembrar de nada
Sobre eu viver a vida pra te imaginar pelada, oh oh
Linda, a gente se dá bem, tão bem, ahn
Infinitas vezes seu refém
Meu bem, ahn

[Xamã & Chris]
Quantas vezes eu vou ter que te falar que ela não presta?
Mas sem ela eu não sou feliz
Tô cansado dessa porra, várias gostosa na festa
Tô contigo, cê sabe o que diz
Xamã, inventa qualquer desculpa
Que essa filha da puta ainda te ama demais
Mermão, eu já tô preso, envolvido
Ela adora um bandido, eu tô fudido demais

[Xamã]
Foi bom te ver vilã, amante, amiga, ex-namorada
Por que sorri como se fosse uma flor machucada?
Meu tempo é curto, já não perco mais tempo com nada
Mudei de número, no outro cê tá bloqueada
(Babe), no outro verão você vem
Dá um beijo aqui no Darth Vader
(É nós) que manda nessa porra, bem
Igual o negão daquele filme, o Blade
Chei de marra, peida pra ninguém
Hoje eu vou voltar pra casa às 6 e pouca
Raio laser, a vida é louca e zen
Eu quero sexy, baby, eu sou o Johnny Blaze
(Aquele) malvadão do Wu-Tang
Fugir da polícia de Faser
Ela me disse, eu sou tão louco às vezes
Meu aniversário é sexta-feira 13
A vida é realmente uma piada
Meu quarto ainda tem seu cheiro, minha anja safada
Viajo todo o tempo, mesmo sem sair de casa
De volta pro futuro, te encontrei na minha quebrada

[Lourena]
Você sabe bem quando faz bem
Mas cê sabe bem como faz mal
Nessa briga, na real, não sei bem nem o final
Qual é o motivo dessa vez? Não sei
Liguei pras amiga que já tô decidida
De acabar com tudo e fuder com a tua vida
Se tu vier de graça, acabo com a tua marra
Verdade na sua cara, cê gosta das que falam, né? Hmm
Quando você reparar, quando você me notar
Já vai ser tarde demais, não vai dar tempo mudar
Quero alguém pra me valorizar
Dizer que eu amo sem me preocupar
Se é uma verdade ou é uma mentira
Que no fundo (o) futuro vai machucar
Fala, fala, mas não me esqueço do que foi, (se) foi
Quantas vezes você fez promessa pra nós dois, nós dois
Eu pensando no agora e tu sempre no depois, depois
Nunca mais diga que ama se tua responsa não condiz com a fama
A vida é realmente uma piada
E quem diria, eu estaria aqui tão bem cuidada
O meu amor é o que me rege, eu não te devo nada
Mudei meu número, não quero sua agenda lotada
Ah, como é que eu faço pra lidar
Com esse teu jeito de amar?
Não dá pra bem entender, mas eu gosto de você
Quando a gente se junta, esquenta

[Cesar MC]
Ela disse assim pra mim
Que esse amor não vai ter fim
Eu disse: Linda, não importa o tempo mais
Só você me satisfaz
Ah, e quando ela passa, o olhar não disfarça
O quanto no peito você é bem-vinda
Linda, desculpa o olhar de espanto
Cê parece tanto o amor da minha vida, né?
Fala pra mim assim, que isso é realidade
Como dizia Chorão: É guerreira, uma deusa, mulher de verdade
Vamo daqui pra outra cidade, ela me chama
Onde as pessoas são de verdade, ela me chama
E eu vou mandar umas flores só pra te dizer
Que a vida tem espinhos, pode machucar
Mas lembre dessas flores sempre que doer
Pra saber que em meio às dores vale a pena amar
Me diz, quando essa quarentena acaba?
Eu vou matar o Corona nem que seja na porrada
Bateu saudade ouvindo a sua voz pela chamada
Eu poderia ouvir a vida inteira sua risada
É que ela disse assim pra mim
Que esse amor não vai ter fim
Não importa o tempo mais
Só você me satisfaz

[Djonga]
Nós embalado ao som de Marília Mendonça
Lembrei que sou louco com você
Igual Mendonça da Grande Família
Louco com a amiga da Dona Nenê
Falar em família, quero uma bem grande
Tu topa uma tropa saindo docê?
Dou papá na boca e de falta de tapa na bunda
Juro, tu nunca vai sofrer
Bebel, deixa eu ser seu Agostinho Carrara
Não dirijo TX, tô de Ferrari
Há um tempo atrás, sabe, eu tava ferrado
Era o ferro na cinta e nada no bolso
E até onde o Sol toca é o nosso reino
Só não foge igual o Simba do Mufasa
Nós tá igual Gabigol em 2019, uh, que fase
Disse que me acha original, yeah
Os outros, paralelo, réplica
Me falou no ouvido: Que flow, que métrica e etc, etc
Quê que cê quer ser na minha vida?
Ela disse: Eterna
Quer ser motorista e não passageira
Igual aquela onda de lança lá
Promessa se faz pra poder pagar
Então, tipo Julius, eu vou tá lá
Ó que contradição
Ela de costa é um problema que o pai gosta de encarar
No meu colo hoje tu vai delirar
No seu calo eles vão querer pisar
A fita que eu amo é arma do covarde
Já que (ainda) não achei um pra me peitar
É que tu me chama de tudo
Muitos me acham nada
Sou feliz assim porque unanimidade é piada
É que eu enchi o bolso, mas não mudei de calça
E aquele boy só quer saber se ela é de marca ou falsa
A qualquer governo, sou oposição
Nunca deram nada pra nós, né, minha filha?
Se aceite, somos perfeitos, um foda-se ao padrão
Nossos corpos são muito mais do que mercadoria
Aí, Malak
Nunca mais faço isso, tá?
Mas o som é sobre amor, tá doida
E tu fica tão bem pelada ou de roupa
Mas tá difícil sorrir
Nesse mundo doente com tanta gente louca
E eu quero que as pessoas me entendam, uh
Quero que os porteiros me atendam
Ou melhor, que as portas se abram
E meus irmãos nunca se vendam
Aceitei meus anjos e demônios
Fiz um mix, deu nisso, tá vendo, ó
Sou a voz de Deus porque vim do povo
Djonga, se rendam

[Filipe Ret]
Ret, boladão
Sem rodeio, só visão
Apenas faça
Tu pode não ter talento, mas raça é obrigação
Sem perdão, louco pra sempre
Tô deixando que os bobo se queime
Os que tentaram falar, um tirou o som do ar
Os outros são peso morto no game
Eu te proponho o genial
Porque fiz desse sonho real
Evolução, sim, eu sei
Se eles se acham rei, virei patrimônio imaterial
Estilo original, FR
Supere, na pele
Eu tô fudendo com o que tem que acabar
O mundo quer ver seu nível baixar, eleve
Não dê amor pra quem merece bala
Atrás do money, tô acelerando pela estrada
Saudade de você no olho a olho, cara a cara
Nós dois no clima, tu por cima na onda da bala
Oi, enquanto o governo mente na televisão
Morro odiando esses filho da puta
Prefiro viver da minha disposição
E nosso amor é redenção
Visão além do alcance, nunca foi uma prisão
Eu amo nosso lance
Lá pro alto, sempre avante
Tey, positividade
A vida é oportunidade, eu aproveitei minha chance
(Aproveitei minha chance)
(Aproveitei)

Composição: César Mc / Chris MC / Djonga / Filipe RET / L7nnon / Lourena / Xamã
Enviada por Julia. Legendado por Julia. Revisões por 9 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog