Dolores

Pedro Pastoriz

Restam cartões postais
De lugares distantes demais
Que ela nunca visitou

Ai, que saudade de Dolores
Poder ouvir sua risada
Nossos copos com cerveja
O cigarrinho entre os dedos
Suas conversas tão anti materiais
Tantos lugares entre eu e ela
Que não existem nos jornais
Ai, Dolores, quando mesmo você disse que volta?

Dolores sua risada em minha memória é pura água corrente
E esse silêncio é como a melancólica espuma do mar
Durante a ressaca, na praia

Ai, que saudade de Dolores
Poder provar do seu amor
Aquela caixa em marchetaria
Que vimos na vitrine da rua dos Andradas
Agora está lá em casa
Guardando velhos tíquetes de cinema
Uma flor de alfazema e algum cartão postal

Ai, Dolores, o que me dói é saber
Do enorme passado que temos pela frente
Restam cartões postais de lugares distantes demais
Que ela nunca visitou

Composição: Pedro Pastoriz
Enviada por Vinícius. Revisão por Pedro.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Pedro Pastoriz

Ver todas as músicas de Pedro Pastoriz