Ruah, Um Sopro de Vida

Pe. Fábio de Melo

Sopra ligeiro por cima dos montes
Sopra do Norte e do Sul de um país
Nasce no Leste e renasce num sonho
Canta e ressurge no Oeste feliz
Vida, universo que pulsa no tempo
Início, meio e fim
Vida infinita num tempo que passa
Pois sempre fica em mim
Numa palavra presença constante
O riso, o não e o sim
No que me ensina a cruzar os caminhos
Do ninho ao mundo enfim
Sopra nas casas, varandas e ruas
Num vento leve me leva a voar
Sopra em palavras de fé e na figura
Que com um sopro a esperança nos dá
Tão consciente que a gente se esquece
E se engana de uma lucidez
Que ilumina no verso em palavra
Deus faz, fará e fez
Verso alado, iluminado
A fé que não duvida
E corre no céu
E aponta o teu nome
Num sopro de vida
E corre no verso
Alado...
Vem de todo lugar
Sopra a cantar
Regenera a vida
Vem, vem me iluminar
Traz inspiração
Brilha em todo céu pra mim

Composição: Andr
Enviada por Hellen.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog