Poeta à Billy

Partido dos Poetas Pobres

Hoje eu vejo que as coisas não eram tão complicadas assim.
Hoje eu vejo que as coisas todas não estavam contra mim.
Pois quando eu ouço o que eles falam pra você
E quando eu vejo o que eles fazem de você, eu digo:
Chorar é lindo no papel, chorar é lindo em Balzac.

Mas em tudo que eu falo, e em tudo que eu penso há contravenção.
Em tudo que eu falo pra você eu acredito que há contravenção.

O Partido dos Poetas Pobres lhe chamou pra legião
Dos que vagam pela terra e andam sempre pela contramão.
Pois esse emprego que só acaba com você
E esse emprego que te consome, mas não vê
Que a vida está passando sem você
Que não lamenta seu mal estar.

Mas tudo que eu falo e em tudo que eu penso há contravenção.
Tudo que eu falo pra você, meu bem, é contravenção.

Composição: João Augusto Machado / Partido Dos Poetas Pobres
Enviada por João.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog