Minha Lombra

Pacificadores

Som na house, um do bom
Eu, ela é mais ninguém
Vejo que a noite chegou
Tô de rolê com minha lombra
Acende um do bom, hoje eu vou fumar
Bandiar, endoidar
Junta nóis três eu, minha lombra e meu som
Hoje eu vou fumar, bandiar, liga o meu marrom
Meu copo, minha lombra, minha dona, as bituca de erva no chão
Neblina que tira minha ira e acaba com a solidão
Gata tatuada, me beija me abraça querendo meu bem
É eu é minha lombra, graveira topada, passando de cem
Deixa o som tocar, é ela me beijar
Cinzeira tá cheio, não vi a hora passar
Deixa o som tocar, é ela se entregar, meu copo tá cheio, a erva tá pra acabar
Parece que a crise de lombra é tipo um dejavú
Lombrado de álcool na sexta, hoje de mafu
É essa minha lombra que acalma e anima o meu coração
Encara o mundo de cara não é minha missão
Haaa haaa assim me sinto bem (assim me sinto bem, assim me sinto bem)
Rotina me faz mal (essa rotina faz mal)
Não devo pra ninguém (não devo pra ninguém, não devo pra ninguém)
Loucura a mil grau
Senhoras e senhores, orgulhosamente eu apresento pacificadores
Nóis de cá, nóis de cá

Som na house, um do bom
Eu, ela é mais ninguém
Vejo que a noite chegou
Tô de rolê com minha lombra
Acende um do bom, hoje eu vou fumar
Bandiar, endoidar
Junta nóis três eu, minha lombra e meu som
Hoje eu vou fumar, bandiar, liga o meu marrom
Que todas as ações dessa madrugada, fique guardada na mente
Que a minha lucidez, não abale, a lombra do inconsciente
Com ela eu sou poeta é escrevo uma canção
Até viajo sem sair do chão, trás uma calmaria pro meu coração
Desde o primeiro encontro eu vi que foi paixão
Som na house, um do bom
Eu, ela é mais ninguém
Vejo que a noite chegou
Tô de rolê com minha lombra
Acende um do bom, hoje eu vou fumar
Bandiar, endoidar
Junta nóis três eu, minha lombra e meu som
Hoje eu vou fumar, bandiar, liga o meu marrom
Som na house, um do bom
Eu, ela é mais ninguém
Vejo que a noite chegou


Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Pacificadores

Ver todas as músicas de Pacificadores