Assinando Seu Divórcio

Os Pedrero

Quando ele foi ao cartório
Para assinar o seu divórcio
As suas lágrimas escorriam
Sentia uma dor muito grande
Seus três filhos na porta
Do cartório falavam mamãe
Mas Rosimeire está certa
Você agrediu e merece ser preso

Ô Ednaldo não bata em mulher!
Ô Ednaldo não bata em mulher!

Aqueles dias seguintes
Foram horríveis mas você mereceu
Se embriagava em casa
Com vergonha de viver
A campainha tocou
Era a juíza com a sentença
Seis anos de cadeia
Para aprender a ser homem, meu Deus

Ô Ednaldo não bata em mulher!
Ô Ednaldo não bata em mulher!
Ô Ednaldo não bata em mulher!
Ô Ednaldo não bata em mulher!
Ô Ednaldo não bata em mulher!
Ô Ednaldo não bata em mulher!

Enviada por Manuel. Revisão por Éden.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog