Berro Na Mão

Os Arrebatados

Hum, ih, olha lá, esse aí, oh, hum, não tem jeito não
Aí ladrão, aposenta o armamento
Se liga então: Jesus te ama, vem para transformação
Mano, se liga na parada

Eu era um largado, vivia no pecado, minha mãe, sempre orava
Mas, eu nem ligava, vivia ligado, com meu berro na mão
A favela estremecia, quando eu aparecia
Mas, sempre, que eu deitava, alguma coisa incomodava
E tinha sempre alguém batendo, pedindo para entrar
E eu pensava: Sujou, perdeu amigo, o bicho vai pegar

Eu era do mundão, com meu berro na mão
A cabeça no pecado, e o coração despedaçado
Eu era do mundão, com meu berro na mão

Um dia, fui traído, pelo meu melhor amigo, fiquei lá no buraco
Fazendo um maior papo, o dinheiro acabou
Nada mais sobrou, e quando eu pensava que era o meu fim
Uma menina muito linda, ficou a fim de mim
Ela era diferente, queria o presente, não queria um carro
Só meu coração restaurado
Com meu corpo batizado e meu passado apagado e longe do pecado

Hoje eu estou mudado
Minha vida tem sentido, não vivo arrasado, com crime iludido
Não tem dinheiro sujo, mas, na minha casa
Jesus já consertou tudo que precisava

Estou casado, reformado e estou feliz
E hoje eu entendo o que Deus sempre quis
Quem batia na minha porta, e pedia para entrar
Não era polícia, nem ninguém para me matar
Era minha mãe orando, e até chorando
Para Jesus poder entrar e me transformar

Hoje eu sou de Cristo
Só para ele vivo
Está tudo transformado pela fé, arrebatado
Hoje eu sou de Cristo, só para ele vivo
Demorou, mas, abençoou


Posts relacionados

Ver mais no Blog