Canta Que Eu Cuido

Obede e Tainá

Eu tenho visto e ouvido o que tu tem dito todo dia
Que não suporta essa luta, essa prova, essa agonia

Que não sabes mais o que fazer, que já teve vontade de morrer
Pra ver se elimina de uma vez toda essa dor

Eu já te disse como é que vencerás todo esse deserto
Não é desistindo, nem parando no caminho, não é retrocesso

Pois o meu futuro pra você, você nem imagina o que vai ser
E eu te garanto que eu vou fazer é de espantar

E se você esqueceu do que te falei, da estratégia que te passei
Abre bem os teus ouvidos pois novamente eu vou falar

Canta que Eu cuido da tua casa
Canta que Eu cuido da tua vida
Canta que Eu cuido do teu lar, e protejo os teus

Canta que Eu salvo o teu marido
Canta que Eu te livro do perigo
Canta pois o teu louvor, eu tenho recebido

Vai cantando, vai louvando, do meu nome vai falando
Vai dizendo que Eu sou grande mesmo que estejas passando

Pelo vale da morte mas não temas pois contigo Eu Sou
Me adora, me dá glória, me exalta, glorifica, enaltece o meu nome, faça a obra, não desista
E deixa que do resto, eu tomo conta de tua vida

Ninguém te toca, ninguém te fere
Não te oprime, nem com você mexe
Você tem dono, não és sozinho
Tens a mim como proteção por este caminho

És meu ungido, meu escolhido, não tem porque se preocupar ficar aflito
Eu já falei e de novo eu vou falar, que por você eu faço até o Sol parar

Pois eu já sei o teu final, a tua história Sou Eu quem tô escrevendo
Te alegra pois o fim da tua história termina vencendo!

Canta que Eu cuido da tua casa
Canta que Eu cuido da tua vida

Canta que Eu cuido do teu lar, e protejo os seus
Canta que Eu salvo o teu marido

Canta canta canta que Eu te livro do perigo
Canta canta canta pois o teu louvor, eu tenho recebido

Vai cantando, vai louvando, do meu nome vai falando
Vai dizendo que Eu sou grande mesmo que estejas passando

Pelo vale da morte, mas não temas pois contigo Eu Sou
Me adora, me dá glória, me exalta, glorifica, enaltece o meu nome, faça a obra, não desista
E deixa que do resto, eu tomo conta de sua vida

Ninguém te toca, ninguém te fere
Não te oprime, nem com você mexe
Você tem dono, não és sozinho
Tens a mim como proteção por este caminho

És meu ungido, meu escolhido, não tem porque se preocupar ficar aflito
Eu já falei e de novo eu vou falar, que por você eu faço até o Sol parar

Pois eu já sei o teu final, a tua história Sou Eu quem tô escrevendo
Te alegra, pois o fim da tua história termina vencendo!

Composição: Cláudio Louvor
Enviada por Layane. Revisões por 16 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Obede e Tainá

Ver todas as músicas de Obede e Tainá