Bote ao Contrário

O Terno

Pare, você não vê que está me torturando?
Pare, não faça mal a quem sempre lhe fez bem
Pare, até parece que quer me ver sofrendo
Não faça eu querer ver você sofrer também

Eu já percebi faz muito tempo
Que ela vai me abandonar
Me deixar sozinho, sem cuidado
Sem ninguém pra me ajudar

Não pensem que estou de bem com isso
Vocês não perderão por esperar
Eu vou dar o bote ao contrário
Ninguém vai me derrubar

Pare, você não vê que está me torturando?
Pare, não faça mal a quem sempre lhe fez bem
Pare, até parece que quer me ver sofrendo
Não faça eu querer ver você sofrer também

Eu já percebi faz muito tempo
Que ela vai me abandonar
Me deixar sozinho, sem cuidado
Sem ninguém pra me ajudar

Não pensem que estou de bem com isso
Vocês não perderão por esperar
Eu vou dar o bote ao contrário
Ninguém vai me derrubar

Não pensem que estou de bem com isso
Vocês não perderão por esperar
Eu vou dar o bote ao contrário
Ninguém vai me derrubar
Eu vou dar o bote ao contrário
Ninguém vai me derrubar
Eu vou dar o bote ao contrário
Ninguém vai me derrubar

Composição: Martim Bernardes
Enviada por Lafaiete. Revisões por 2 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog