Criminal Baby

Nightmare

Original Tradução Original e tradução
Criminal Baby

Tatoeba asa ga konakute
Kono mama eien no yami ni nomareru
Sonna sekai no saigo ni
Boku wa donna kotoba wo tsuku kana?

Hoshi no kieta madarana sora ni
Ukabikieru kazoekirenai kako
Gisei no hate kareta daichi wa
Tsuzuru kizu darake no shinario

Ato sukoshi mou sukoshi ka yowaki sakebi wa
Mune wo toorinukeru yokaze ni kakikesareta
Mou aisenai saigo ni hajimete
Kimi wo koishiku omou sukuenai egoisuto
Kanashii hodo shizukana yoru ni

Asu no kieta nokori wazukana
Genzai wo warau kawarihateta joukei
Gisei no hate kareta daichi wa
Tsuzuru kizu darake no shinario
Ato sukoshi mou sukoshi ka yowaki sakebi wa
Mune wo toorinukeru yokaze ni kakikesareta
Mou aisenai saigo ni hajimete
Kimi wo koishiku omou sukuenai egoisuto

Aa waraenai akumu dato oshiete
Soshite minareru hibi minareta machi no sora wo

Mou modoranai saigo ni hajimete
Nanika ni sugari nakijakuru kieteyuku sabishisa wo
Kanashii hodo shizukana yoru ni

Crime Baby

diga se o amanhã não irá nascer
e eu estou sendo engolido pela escuridão da eternidade como
neste tipo de últimos momentos do mundo
eu quero saber que tipo de palavras eu vomitarei

as estrelas desapareceram do céu manchado
flutuando afastado, o passado incontável
após o sacrifício, a Terra destruída
resultará em um cenário repleto de feridas

então apenas um pouco, um pouco mais, gritos brandos
dançam fora da minha arca, e são engolidos pela brisa da noite
eu não posso amar novamente no começo do fim
eu sinto sua falta, um egoísta que não pode ser salvo
tristeza na noite tranquila

o futuro que um dia desapareu não deixou restos
a cena mudou completamente e riu dos tempos atuais
após o sacrifício, a Terra destruída
resultará em um cenário repleto de feridas
então apenas um pouco, um pouco mais, gritos brandos
dançam fora da minha arca, e são engolidos pela brisa da noite
eu não posso amar novamente no começo do fim
eu sinto sua falta, um egoísta que não pode ser salvo

aa, aquilo que este pesadelo me contou, eu não posso sorrir
e todos os dias que eu costumava ganhar, o céu da cidade que eu costumei atingir

eu não posso voltar atrás novamente, no começo do fim
presa a algo, a solidão desaparece
tristeza na noite tranquila

Enviada por Gustavo e traduzida por Carla. Revisão por Lucas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Nightmare

Ver todas as músicas de Nightmare