Silêncio

Nelson Gonçalves

Fugiram as estrelas do céu
Calaram-se as ondas do mar
Não cantam as aves nos ninhos
Tudo está mudo no ar

Silêncio, não batas tanto
Assim meu coração
Silêncio, minh'alma
Quer adormecer, quer descansar
É o seu leito a saudade
Da quimera de um grande amor
Ilusão que viveu um instante
E morreu como alguém inconstante

Silêncio, não batas tanto
Assim meu coração
Silêncio, que minh'alma
É o seu leito a saudade
Da quimera de um grande amor
Ilusão que viveu um instante
E morreu como alguém inconstante

Composição: Adelino Moreira
Enviada por Nelson. Revisão por ROBERTO.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Nelson Gonçalves

Ver todas as músicas de Nelson Gonçalves