Do Relógio Até a Aldeia

Nauí MOVNI

Bota o meu nome na lista
To otimista pro sorteio
Artivista na pista
Poeta da hora do recreio
Desde cedo cruzei os dedo pro meu nome alguém anunciar
Pois ir pra batalha e não rimar é igual ir a cachu e não se molhar
Mas tem que saber nadar pra não se afogar com a própria boca
Pois a zoera não perdoa e internet é uma onda louca
Terreno sagrado aberto a nobres e plebeus
Pobre é o que ainda não aprendeu e não devolveu o que recebeu
Falta de compreesão da vaidade
Pois marra não te deixa a vontade
Agora chora cumpade
Cê tem que andar de capuz na tua própria cidade
Bom no skype
Ruim no mic
Alarde na busca dos like
Quer conhecer um mc de verdade?
Basta lhe dar hype
Crianças prodígio fazem a matrix dar um nó
De michael jackson à justin bieber
De kings a bmo

Freestyle nation
Refém do congratulation
The street is your location
Minhas rimas em compilation
Mc em atividade não pertube
Continuo tendo pena de hater de youtube
Pelos flows, pelos brows, pelos shows, pelos hows
Manifesto frases na minha horta
Pelos meus do museu, pelos seus porquê Deus
Faz improviso espertos por linhas tortas

Mente clareia
Pra quem tem talento na veia
Batalha de rap incendeia
Do relógio até a aldeia
Minha tribo é cheia
Cheia de talento na veia
Batalha de rap incendeia
Do relógio até a aldeia

E grita heya pra minha tribo heya
E grita heya quem tá vivo heya
Pra toda roda de improviso heya
E diz heya
É só heya
Para thiago e leozin heya
E nauizeras e nonô heya
Pra yagamme bob heya
E diz heya
É só heya


Posts relacionados

Ver mais no Blog