Kuroi Namida

Nana

Original Tradução Original e tradução
Kuroi Namida

ashita nante konai you ni to negatta yoru, kazoekirenai
yume mo ai mo nakushi, ame ni utareta mama, naiteru, naiteru, naiteru

kazaritsukenaide kono mama no watashi de ikite yuku tame
nani ga hitsuyou
jibun sae shinjirezu, nani wo shinjitara ii no
kotae wa chikasugite mienai

kuroi namida nagasu
watashi ni wa nani mo nakute, kanashisugite
kotoba ni sae nara nakute
karadajuu ga itami dashite
taerarenai, hitori de wa

yonaka ni nakitsukarete, egaita, jibun ja nai jibun no kao
yowasa wo kakushita mama, egao wo tsukuru no wa yameyou, yameyou, yameyou

kazaritsukenaide ikite yuku koto wa kono yo no ichiban
muzukashii koto?
anata kara morau nara katachi no nai mono ga ii
kowareru mono ga iranai

kuroi namida nagashi sakendemo
shiranu kao de ashita wa kite
onaji itami ni butsukaru
sonna hibi wo tsuzukeru nara
tooku kiete shimaitai
wagamama to wakattemo

kuroi namida nagasu
watashi ni wa nani mo nakute, kanashisugite
kotoba ni sae nara nakute
karadajuu ga itami dashite

kuroi namida nagashi sakendemo
shiranu kao de ashita wa kite
onaji itami ni butsukaru
sonna hibi wo tsuzukeru nara
tooku kiete shimaitai
wagamama to wakattemo

Lágrima Negra

Não consigo mais contar as noites que desejei que o amanhã não chegasse
Perdi meus sonhos e meu amor, molhados pela chuva
Estou chorando, chorando, chorando, chorando

Para ser capaz de viver como eu sou, sem fingir
Do que eu preciso?
Sem poder acreditar em mim mesma, em que devo acreditar?
A resposta está tão perto que não enxergo

Derramo lágrimas negras
Eu não tenho nada, é triste demais
Não consigo colocar em palavras
Meu corpo todo começa a doer
Não consigo suportar ficar sozinha

O rosto que desenhei de madrugada, cansada de chorar, é um rosto meu que não é meu
Esconder minha fraqueza e e fingir um sorriso,
Preciso parar, parar, parar, parar

Seria a coisa mais difícil do mundo
Viver sem fingir?
Se for para ter algo de você, prefiro algo intangível
Não quero mais nada que se quebre

Mesmo que eu grite e chore lágrimas negras
Por favor que venha um amanhã despreocupado
Se for pra continuar nesses dias
Batendo na mesma dor
Quero sumir
Mesmo sabendo que isso é egoísta

Derramo lágrimas negras
Eu não tenho nada, é triste demais
Não consigo nem dizer em palavras
Meu corpo todo começa a doer

Por mais que eu grite e chore lágrimas negras
Por favor que venha um amanhã despreocupado
Se for pra continuar nesses dias
Batendo na mesma dor
Quero sumir
Mesmo sabendo que isso é egoísta

Enviada por Rodrigo. Legendado por Lorena e mais 2 pessoas. Revisões por 6 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Nana

Ver todas as músicas de Nana