Cordeiro Mudo

Musical Formosa

Quando aquele sangue quente caia lá do alto da cruz
Sobre a terra aos poucos descia
A vida do mestre Jesus
Em seu rosto puseram coroa de espinhos meu Deus quanta dor
E seu rosto ferido sangrava, mais Ele não reclamou

Mesmo inocente jamais hesitou foi até o fim
Hoje eu sei que por mim seu amor foi maior que a dor
Esta foi a razão Dele me entender sem uma explicação
Foi além dos limites da humilhação
Que alguém poderia chegar

Jesus cordeiro mudo, cordeiro ferido
Seu sangue caindo limpou meus vestidos me deu proteção
E não abriu sua boca, o cordeiro mudo
Seu sangue vestido meu deu nova vida lavou-me de tudo

Quando aquele sangue quente caia lá do alto da cruz
Sobre a terra aos poucos descia
A vida do mestre Jesus
Em seu rosto puseram coroa de espinhos meu Deus quanta dor
E seu rosto ferido sangrava, mais Ele não reclamou

Mesmo inocente jamais hesitou foi até o fim
Hoje eu sei que por mim seu amor foi maior que a dor
Esta foi a razão Dele me entender sem uma explicação
Foi além dos limites da humilhação
Que alguém poderia chegar

Jesus cordeiro mudo, cordeiro ferido
Seu sangue caindo limpou meus vestidos me deu proteção
E não abriu sua boca, o cordeiro mudo
Seu sangue vestido meu deu nova vida lavou-me de tudo

E não abriu sua boca, o cordeiro mudo
Seu sangue vestido meu deu nova vida lavou-me de tudo
Seu sangue vestido meu deu nova vida lavou-me de tudo
Seu sangue vestido meu deu nova vida lavou-me de tudo


Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Musical Formosa

Ver todas as músicas de Musical Formosa