Brincando de samba de roda

Molejo

Samba não se aprende no colégio
É um privilégio de quem sente
Se samba lelê ficou doente
A gente inventa um jeito de curar
E vamos lá
Sou criança e fico contente
Quando entro na roda
É pra sambar e cantar
Ciranda, cirandinha, vamos cirandar
Eu fui no tororó e água não achei
Achei um lindo gato um beijo atirei
(Atirei beijo no gatoto)
Lá vem o pai Francisco com seu violão
Samba a crioula com empolgação
A rosa fez as pazes
Com o cravo brigão porque
Samba lelê ta doente
Tá com a cabeça quebrada
Samba, samba, sambolelê
Samba com a criançada olalá

Composição: Arlindo Cruz
Enviada por Paramhig. Revisões por 2 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog