Avianca

Menestrel

Me sinto em um avião
Ela voa comigo
Mas no fim das contas
A gente finge que tá tudo bem

Tô no modo avião
Vem viajar comigo
Eu tô sem copiloto
Nesse compromisso e eu só sei cantar
Tô no modo avião
Vem viajar comigo
Eu tô sem copiloto
Nesse compromisso e eu só sei cantar

ô livre, leve e louco
Sempre sofro e saio
Subo e sumo fácil
Eu sou meu melhor adversário
Então mato e morro pelo meu sonho
Isso é minha alma transcrita a sangue, samples e saias
Que já ficaram pelas escadas da minha casa
Sou solitário e ovacionado a ofensa e palmas
Inteiraço, de rolê no Guaronha tô bandão com os inteirado
Morde as costas se não cai os braço
Fazendo por show o que 'cê não fez em legado
Então tem que respeitar o homem de gelo cravejado
Elas querem um beijo, eles querem o segredo
Uns querem minha garganta, mas nessa bala não pulo
E querem a fórmula do swing, da grana e da minha música
Seu dinheiro não vai comprar tua postura na rua, então me chupa

Nego, eu tô prontão
Nego, eu tô prontão
Nego, eu tô prontão
Congelei meu tempo, meus dente e meu coração

Tô no modo avião
Vem viajar comigo
Eu tô sem copiloto
Nesse compromisso e eu só sei cantar
Tô no modo avião
Vem viajar comigo
Eu tô sem copiloto
Nesse compromisso e eu só sei cantar

Quem não teve ano difícil com o banco foi o banco
Pra mim tá difícil e olha que eu levanto um bando
Quem me olha um pouco sabe que não sou santo
Eu sou cria que só dependi da dor do próprio pranto
Vivo movimento e faço movimento
Se quiser falar, deixa que eu te explico
E coração gelado, e se quiser a real
É que nenhuma nota paga o respeito dos meus mano
Troco tiro, mas não troco o bairro
Eu troco a mira, mas não troco a peita
Mato e morro leve por todos os meus
A traição é coisa de filha da puta e não de carne fraca


Posts relacionados

Ver mais no Blog