El Ciego (part. Cali y El Dandee)

Melendi

Original Tradução Original e tradução

Tradução automática via Google Translate

El Ciego (part. Cali y El Dandee)

Cómo pude ser tan ciego para no reconocerte
Teniéndote de frente
Teniéndote de frente

Quizás sea mi culpa y no haya sido solo mala suerte
El no poder tenerte
El no poder tenerte

Y aquí estoy desesperado
Por todos esos besos que nunca te he dado
Esperando mi turno para defenderme
Sentado en el banquillo de los acusados
Me quedan tantas lunas llenas hoy vacías
Señoras y señores de este hoy mi jurado
Qué hace un enamorado sin la poesía
Y qué hace un ciego cuando de repente ve

Vuelve a mí, que aún queda tanto amor
Si no interpreté las señales, no fue culpa mía

Fue porque te quería
Solo vuelve a mí
Todo va a estar mejor
Tan solo con volver a verte todo cambiaría
Y un ciego por amor vería

Cómo no te pude ver
Si no estás conmigo qué voy a hacer
Contigo soy débil y me hago el fuerte
Soy ciego y no pude reconocerte
Pero siempre me equivoco y llego tarde
Vestido de valiente cuando yo soy un cobarde
El dulce de tus besos me hace falta, me quema y me arde
Recuerdo cada cosa que perdí esa tarde
Cuando me dejaste solo
Sonriendo por fuera y por dentro lloro
Si muero de amor sé que en otra vida de ti vuelvo y me enamoro

Vuelve a mí, que aún queda tanto amor
Si no interpreté las señales, no fue culpa mía

Fue porque te quería
Solo vuelve a mí
Que todo va a estar mejor
Te prometo que me arrepiento, amor, de cada día
Sin ver que te perdía me alejé de ti
Yo estaba ciego, amor
Tan solo con volver a verte todo cambiaría
Porque volvieras a quererme mi vida daría

Y un ciego por amor vería

Os cegos (parte. Cali e El Dandee)

Como eu pude ser tão cego para não te reconhecer
De frente para você
De frente para você

Talvez seja minha culpa e não tenha sido apenas azar
Não poder ter você
Não poder ter você

E aqui estou desesperada
Por todos aqueles beijos que nunca te dei
Esperando a minha vez de me defender
Sentado no banco do acusado
Eu tenho tantas luas cheias hoje vazias
Senhoras e senhores, hoje este meu júri
O que uma paixão faz sem poesia
E o que um cego faz quando de repente vê

Volte para mim, resta tanto amor
Se eu não interpretei os sinais, não foi minha culpa

Foi porque eu te amei
Apenas volte para mim
Tudo ficará melhor
Ver você de novo mudaria
E um cego por amor veria

Como eu não pude ver você
Se você não estiver comigo, o que farei
Com você eu sou fraco e me torno forte
Eu sou cego e não pude reconhecer você
Mas estou sempre errado e estou atrasado
Vestido como corajoso quando sou covarde
Eu preciso do doce dos seus beijos, isso me queima e me queima
Lembro-me de tudo que perdi naquela tarde
Quando você me deixou em paz
Sorrindo por fora e por dentro eu choro
Se eu morrer de amor, sei que em outra vida de você eu volto e me apaixono

Volte para mim, resta tanto amor
Se eu não interpretei os sinais, não foi minha culpa

Foi porque eu te amei
Apenas volte para mim
Que tudo ficará melhor
Eu prometo a você que me arrependo, amor, todos os dias
Sem ver que eu te perdi, me afastei de você
Eu era cego amor
Ver você de novo mudaria
Porque você me amaria novamente minha vida daria

E um cego por amor veria


Posts relacionados

Ver mais no Blog