A Menininha Cresceu

Medrado

Ela nunca foi bonita
Muitas vezes humilhada
Com fama na escola
E apelido de zuada
Não era a mais popular
Nem a mais desejada
Sozinha ela sofria
E sofria calada
Passava muitas vezes o intervalo sozinha
E a cada minuto um xingamento vinha
Ela era chamada
De mina mais zuada
Os populares da escola toda vez te esnobava
Não tinha o melhor corpo
Mas era inteligente
Invéz de usar a bunda
Usava sua mente
Muito inteligente
Mais isso era em vão
Só quem tinha beleza chamava atenção

Ela tinha um grande amor
E era apaixonada
Mas esse garoto simplesmente a esnobava
Te dava apelido
Muitas vezes que doía
Chamava de magrela
Eu não te quero nem só por um dia
Ela mandava carta, dizia o amar
E ele nem ligava, perto não queria estar
Quando ela chegava perto, logo ele saía
Chamava de ridícula, e triste ela sentia

Um grande sofrimento, tão grande humilhação
A zuada da escola sofria, até que então
Ela decidiu sumir, e mudar de escola
Não aguentava mais, porque sozinha ela chora
Passaram-se uns anos, ela amadureceu
Mudou sua rotina, seus pensamentos cresceu
Ela decidiu mudar, voltar pra antiga escola
Olha só o que aconteceu, veja quem chora
Certo dia um menino sentou perto dela, e disse
Nossa gata, você parece a Cinderela!

Ela lhe perguntou
Você não lembra de mim?
Ele disse
Não!
Ela disse
Olha pra mim!
Ele pediu seu telefone
Disse tá encantado
Ela dava risada
Pois achou muito engraçado
Olhou nos olhos dele disse quase ao chorar
Sou aquela menina que você quis esnobar
Agora eu mudei, quase não reconheceu?
A zuada da escola com o tempo ela cresceu
Olha só que estranho, que ironia do destino
Mudei fiquei bonita, e você tá esquisito!

A menina humilhada
Cresceu e fez sucesso
Deixou os populares da escola no chinelo
Deixou de ser menina, passou a ser mulher
Agora ela te esnoba, e claramente não te quer
Ela era feinha, zuada, humilhada
Agora as inimigas tem sua foto guardada
As invejosas usam ela, como inspiração
E você otário, tem ela no coração!
Só acho, isso passou, ela não te quer mais
E tudo que passou na sua mão, ficou pra trás
Ela olha nos seus olhos, e pode dizer
Que o zuado dessa história, sempre foi você!

Ela é independente
Um exemplo de mulher
Desejada por todos,seus amigos também quer
Pra você que se achava
O top, o bonito
Agora você chora, você e seus amigos
Ele pediu seu telefone
Disse tá encantado
Ela dava risada
Pois achou muito engraçado
Olhou nos olhos dele disse quase ao chorar
Sou aquela menina que você quis humilhar
Agora eu mudei, quase não reconheceu?
A zuada da escola com o tempo ela cresceu
Olha só que estranho, que ironia do destino
Mudei fiquei bonita, e você tá esquisito!

Composição: MC Medrado
Enviada por Gabi. Legendado por Sarah. Revisão por Gabi.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog