O Amor Que Morre

Mauro Diniz

O amor que morre mesmo com razão
Deixa um peso enorme em nosso coração
A saudade é como espinho
Machucando a consciência
Mesmo sem querer
Fui lhe procurar
Não resisti sua ausência

Ninguém resiste a solidão
Sombras ao ar traz recordação
Retratos e bilhetes e até mesmo o violão
São imagens carregadas de emoção
E até mesmo o velho bar
Tem mil visões a nos condenar

Deixar correr o tempo
Só o tempo há de apagar
Esse adeus gravado em meu olhar

Composição: Mauro Diniz
Enviada por JOSIMAR.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog