Ingrata Paixão

Mauro Diniz

Perdoei, em nada adiantou
Você nem ligou, o que se vai fazer
Eu já sei, você acostumou
Aos erros discretos que a vida
Um dia lhe proporcionou
Tudo em vão, aquilo que fiz
Vá, siga o teu caminho e seja bem feliz

Não posso mais, voltar atrás
Porque agora
Não seria sensato ouvir perdão
Nego seu rosto molhado
Me ferir no passado, foi ingrata paixão

Não vai, outra vez me enganar, Rir
É bem melhor que chorar, sentir
Que nesse momento
Todo seu tormento, em nada vai mudar

Composição: Mauro Diniz
Enviada por Claudio. Revisão por Claudio.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog