Pagode da Dona Yvonne

Mauro Diniz

Dona Yvonne me convidou
Pro samba lá na Serrinha

Diga pra ela que eu vou
Diga pra ela que eu vou lá
No samba de Dona Yvonne
Não sou eu quem vai faltar

Vai ter cerveja gelada
Chouriço com carne assada
E uma suculenta feijoada, meu irmão

Eu falo de coração
E juro que mudo meu nome
Se eu não for nesse pagode
Da Dona Yvonne

Eu quero ouvir
Na mais linda melodia
A mais rica poesia
Sua voz em harmonia ecoar
E nesse enredo
Que vem lá de Madureira
Lembrar Silas de Oliveira
Ver o morro da Serrinha cantar

Eu falo de coração
E juro que mudo meu nome
Se eu não for nesse pagode
Da Dona Yvonne

Composição: Roque Ferreira-Mauro Diniz
Enviada por Dario. Revisão por Thiago.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog