Depedente- Gislaine e Mylena

Matheus e Jamilly

Eu aceito, senhor
Pode me testar
Eu não vou reclamar
Tá doendo aqui
Eu não vou recuar
Estou em tratamento
Com esta obra

Mas tenho um pedido, senhor
Não me deixe só nesse processo
Eu não suportaria
Sem te ter por perto
A obra depende do seu criador

Sou apenas barro
Pode me moldar
Vou te obedecer
Custe o que custar
Retira tudo que sobrar de mim
Quebra o meu eu
Quebra-me, quebra-me

Sou o vaso, és o oleiro
Eu não mando em mim mesmo
Me refaça, se preciso for
Estou em tuas mãos, senhor
Sou o vaso, és o oleiro
Me preencha por inteiro
Um eternamente dependente
De ti, senhor, eu sou

Eu sou apenas barro
Pode me moldar
Vou te obedecer
Custe o que custar
Retira tudo que sobrar de mim
Quebra o meu eu
Quebra-me, quebra-me
Sou o vaso, és o oleiro
Eu não mando em mim mesmo
Me refaça, se preciso for
Estou em tuas mãos senhor
Sou o vaso, és o oleiro
Me preencha por inteiro
Um eternamente dependente
De ti, senhor, eu sou

Um eternamente dependente de ti
Um eternamente dependente de ti
Eternamente dependente
De ti, senhor

Sou o vaso, és o oleiro
Eu não mando em mim mesmo
Me refaça, se preciso for
Estou em tuas mãos senhor
Sou o vaso, és o oleiro
Me preencha por inteiro
Um eternamente dependente

Composição: Gislaine / Mylena
Enviada por Matheus.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Matheus e Jamilly

Ver todas as músicas de Matheus e Jamilly