A Arte do Insulto

Matanza

Nada mal prum boçal
Retardado mental, infeliz
Tanto quis ser o tal
Conhecido entre os mais imbecis

Muito bem, você tem
O talento que faz de você
Tão proeminente panaca
Dos que não são comuns de se ver

Começou
Fazendo bobagem desde que chegou
Não parou
Nem quando o bar todo esvaziou

Bebe demais, fala demais
Mas na real não diz merda nenhuma
Só fica aí, cheio de si
Mas não resolve as cagadas que arruma

Enquanto você fica aí arrumando tumulto
Eu vou me aprimorando na arte do insulto

Nada mal prum boçal
Retardado mental, infeliz
Tanto quis ser o tal
Conhecido entre os mais imbecis

Muito bem, você tem
O talento que faz de você
Tão proeminente panaca
Dos que não são comuns de se ver

Começou
Fazendo bobagem desde que chegou
Não parou
Nem quando o bar todo esvaziou

Bebe demais, fala demais
Mas na real não diz merda nenhuma
Só fica aí, cheio de si
Mas não resolve as cagadas que arruma

Enquanto você fica aí arrumando tumulto
Eu vou me aprimorando na arte do insulto

Nada mal

Composição: Donida
Enviada por Rafael. Legendado por Sheila e mais 2 pessoas. Revisões por 8 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog